Ministra Laurita Vaz recebe título de cidadã anapolina

05/out/2009

Vereador Sírio Miguel entrega título para a ministra Laurita Vaz

Vereador Sírio Miguel entrega título para a ministra Laurita Vaz

A ministra do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, recebeu na última sexta-feira (2) o título de cidadã anapolina, em solenidade realizada no fórum da comarca de Anápolis, que contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Paulo Teles, do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Geraldo Og Fernandes, do presidente do Tribunal Regional Federal, desembargador Jirair Aram Migueriam, do presidente do Tribunal Regional do Trabalho, Gentil Pio de Oliveira, do prefeito de Anápolis, Antônio Roberto Gomide, do diretor do foro da cidade, Gleuton Brito Reis, do presidente da OAB-GO, Miguel Cançado, do coordenador do Ministério Público de Anápolis, Luís Fernando Ferreira de Abreu, do arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz e do bispo emérito de Anápolis, Dom Manoel Pestana, além de vereadores e familiares.

Natural de Fazenda Nova e criada em Trindade, Laurita Vaz é ministra do Superior Tribunal de Justiça desde 2001, também atua como presidente da 3ª Secção, membro da 5ª Turma, da Corte Especial e da Comissão de Documentação, e foi responsável pela implantação da Justiça Federal em Anápolis. “É uma honra para a Câmara Municipal reconhecer o trabalho que Laurita Vaz sempre desempenhou em seu exercício profissional, valorizando a cidade de Anápolis e o povo anapolino, e também por seu empenho em destacar o Estado de Goiás em todas as ocasiões. E é uma honra entregar este título a uma pessoa que é um exemplo de vida”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, vereador Sírio Miguel Rosa da Silva, autor da propositura.

Sonelidade, que contou com a presença de Paulo Teles, foi realizada no fórum da comarca

Sonelidade, que contou com a presença de Paulo Teles, foi realizada no fórum da comarca

Ao contar um pouco de sua história, Laurita Vaz lembrou das dificuldades enfrentadas por sua origem em Fazenda Nova, da vida no município de Trindade, do seu casamento com José Francisco Vaz, em união pautada pelo companheirismo e que gerou três filhos, Sérgio Marcus, Paulo Sérgio e Márcia Paula, “que são o suporte em todas as decisões e caminhadas”. A ministra lembrou ainda da surpresa ao descobrir o Direito e de sua paixão pela docência, profissão que espera se dedicar integralmente após deixar a magistratura. “Agradeço muito pelo reconhecimento público e pelo carinho desta cidade, e posso afirmar sem medo que sou um exemplo de perseverança e de que, com luta e muito trabalho, é possível a cada um vencer na vida”, disse Laurita Vaz após receber o título.

O presidente do TJGO enalteceu a carreira da homenageada, que foi construída com muito esmero e dedicação, e destacou ainda que Laurita Vaz é uma digna representante do povo goiano, que merece as mais altas considerações e homenagens. “Este é um momento importante para Anápolis, para Goiás e para o Judiciário goiano. Momento de reconhecimento pelo esforço de uma mulher de muita coragem, de fibra e inteligência, que sempre se destacou por sua capacidade de entendimento e julgamento por onde passou”, frisou Paulo Teles.

Texto e fotos: Alaor Félix