Buscar por notícias

Calendário de Notícias

Novembro 2018
S T Q Q S S D
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2
 

Notícias do TJGO

Justiça converte em preventiva a prisão do motorista Aginaldo Viríssimo Cuelho nesta terça-feira, 5

05-06-audcustodiaO juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri, converteu em preventiva a prisão do motorista Aginaldo Viríssimo Cuelho, suspeito de matar a ex-mulher Denise Ferreira da Silva, grávida de quatro meses. O crime foi cometido ontem (4), no Setor Orienteville, em Goiânia. A audiência de custódia foi realizada no Fórum Criminal, localizado no Setor Jardim Goiás, na capital.

A audiência de custódia começou por volta das 14h15 e se encerrou às 15 horas. Na oportunidade, Aginaldo Virissimo disse que foi preso no município de Anápolis, além de ter alegado que só teve outros problemas no município de Itapirapuã, porém, que estes já foram resolvidos.  Já o promotor de Justiça Maurício Gonçalves de Camargos argumentou que a prisão em flagrante do motorista deveria ser convertida em preventiva, em razão de o crime ser feminicídio grave, bem como ter sido praticado contra mulher grávida e, ainda, pelo fato de o acusado ter se evadido do distrito da culpa, o que por sí só justifica a conversão do flagrante.

05-06-audcustodia01Em defesa do motorista, os advogados Adão Lourenço Veiga e Silvio José Dourado disseram que o suspeito não tinha interesse de se evadir da cidade e sim em se apresentar à Justiça. Alegaram, ainda, que o flagrante não foi lavrado de maneira regular. No mérito, pugnaram pela concessão da liberdade provisória, mediante aplicação de medidas cautelares diversas da prisão.

Durante a audiência de custódia, o juiz Jesseir Coelho de Alcântara entedeu que a prova da materialidade e os indícios de autoria foram demonstrados pelas declarações que formam o auto de prisão em flagrante e pela própria prisão em flagrante. Ressaltou, ainda, que não foram juntados documentos que comprovassem a primariedade do réu.

“Ainda que presentes as condições pessoais favoráveis, estas, por si só, são insuficientes para alteração da decisão em comento”, afirmou Jesseir Coelho. Para o magistrado, diante do modus operandi, a covardia do assassinato por motivo fútil, empreendido insensivelmente na frente de crianças, deve o acusado ser mantido preso.

40789283500 4ebd78f652 oA tia de Denise, advogada Idivonete Ferreira Martins (foto à esquerda), que acompanhava a audiência de custódia, disse que recebeu com alívio a conversão da prisão do acusado, uma vez que agora tem certeza de que o motorista não vai mais ameaçar ninguém. “Os vizinhos receberam várias ameaças por parte do motorista”, afirmou.

Sepultamento

O corpo da ex-mulher do motorista, Denise Ferreira da Silva, será velado no município de Vila Nova Cachoeirinha, no Estado de São Paulo, por volta das 22 horas e o sepultamento será amanhã, às 9 horas, no Cemitério da cidade.  

Investigação

Segundo informações preliminares, ele teria arrombado a porta da casa da ex-mulher, no setor Orienteville, e tentado agredir a vítima, de 32 anos. Quando ela tentou fugir, ele a alvejou com um tiro. Testemunhas informaram que o casal brigava muito. Vizinhos acionaram o Corpo de Bombeiros, mas ela morreu no local. (Texto: Acaray M. Silva /Fotos: Aline Caetano - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Veja Galeria