Buscar por notícias

Calendário de Notícias

Dezembro 2018
S T Q Q S S D
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
 

Notícias do TJGO

Desembargadora apresenta ações da 10ª Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa na Câmara Municipal

DXNBOtUXUAAfTLkA presidente da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, participou, nesta quinta-feira (1º), da Tribuna Livre da Câmara Municipal de Goiânia. Na oportunidade, a magistrada apresentou as ações que serão realizadas na 10ª edição da Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa, que acontecerá de 5 a 10 de março, na Universidade Salgado de Oliveira (Universo), tendo como tema "Infidelidade e Novas Tecnologias”.

Durante a solenidade, a desembargadora cumprimentou os vereadores da Câmara Municipal de Goiânia, assim como agradeceu o convite, feito pelo presidente da Casa, Andrey Azeredo, para anunciar as ações da campanha na Tribuna Livre.

Na ocasião, Sandra Regina pediu apoio dos vereadores para lutarem em prol do desenvolvimento de estratégias efetivas de prevenção e de políticas que garantam o empoderamento e construção da autonomia das mulheres, os seus direitos humanos, bem como a responsabilização e tratamento dos agressores e a assistência qualificada às mulheres vítimas de violência.

“Ao organizar minha fala, deparei-me com a triste realidade da cultura machista e patriarcal, uma vez que ela é a via de entrada para a aceitação de casos de violência contra a mulher. Muitas vezes, a vítima é tida como culpada pelo ato de violência sofrida. E essa dura realidade demonstrada nos altos índices que me motivaram a buscar junto a vossas senhorias o apoio para lutar pela campanha”, afirmou Sandra Regina.

Na oportunidade, a magistrada aproveitou para divulgar a mobilização do Poder Judiciário para a realização da 10ª Edição da Semana Nacional da Justiça Pela Paz em Casa. “Tal semana é um marco em relação ao 'Dia Internacional da Mulher' como data importante de sensibilização pelos direitos das mulheres”, pontuou a desembargadora.

Ressaltou, ainda, que a campanha de iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) visa ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha por meio de julgamentos concentrados de ações relativas à violência de gênero. Nesta edição, em todo o Estado, mais de 2 mil processos relacionados à Lei Maria da Penha terão atendimento prioritário. 

CCS 4194Parceria

Ainda, na Tribuna Livre, a presidente da Coordenadoria da Mulher disse que, neste ano, estudantes de Direito e Psicologia da Universidade Salgado de Oliveira (Universo) vão prestar atendimentos gratuitos às famílias das vítimas de violência doméstica.  

“Estamos viabilizando não somente a resolução de casos judiciais, mas também promovendo formas para ampliar o debate em torno da violência doméstica e familiar por meio de palestras, rodas de conversas e grupos reflexivos com a inclusão das práticas da Justiça Restaurativa”, explicou a magistrada.

Acrescentou, ainda, que, há quase um ano à frente da Coordenadoria da Mulher, percebeu que a união de esforços é importante em prol do fortalecimento da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres. (Texto: Acaray M. Silva - Centro de Comunicação Social do TJGO)