Pela ausência de danos ao erário, juiz nega condenação de procuradores de Jataí por improbidade

O juiz Thiago Soares Casteliano Lucena de Castro (foto), da comarca de Jataí, julgou improcedente pedido do Ministério Público para condenação de dois procuradores municipais por improbidade administrativa. Eles teriam deixado de oferecer embargos contra ação de execução proposta pelo escritório Brom Advogados Associados, com o objetivo de receber crédito de R$ 840 mil.

Leia mais...
 
 

"O juiz não pode ser conformista", afirma Nelma Perilo

“O juiz não pode e não deve ser um mero expectador do caminhar do processo. A pressão social pelo combate à criminalidade é uma forma de reclamar da justiça, da sua morosidade, de seus custos e mazelas, mas não pode inibir ou coagir o magistrado no desempenho da sua função judicante”. Com esse alerta a corregedora-geral da Justiça de Goiás, desembargadora Nelma Branco Ferreira Perilo (foto), encerrou o 3º Workshop Criminal e de Execução Penal na tarde desta terça-feira (21), em Pirenópolis.

Leia mais...