O juiz Paulo César Alves das Neves, coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), inaugurou nesta quarta-feira (11) o Espaço Mediar é Divino, na Paróquia Sagrada Família.

O magistrado disse que esse é primeiro dos 11 espaços que o Tribunal pretende implantar, em parceria com igrejas católicas, evangélicas e centros espíritas. De acordo com o juiz, não há nenhuma diferença, em termos técnicos, da mediação feita no Espaço com a que é feita pelo Poder Judiciário. 

“Aqui, nós estamos em uma igreja que vai atender a comunidade que a frequenta, então para o cidadão é muito melhor vir aqui tratar com uma pessoa que ele confia, que ele conhece, do que ir lá no Porder Judiciário, no fórum, para receber o mesmo tratamento. E esse tipo de trabalho é para a comunidade carente, que vai estar em um local onde está acostumada, vai ter mais liberdade para expor seus problemas, e o acordo vai ser, com certeza, bem celebrado”, explicou Paulo César.

Ainda segundo ele, uma vez implantado o programa aqui em Goiás, a intenção é levá-lo para outros Estados. O magistrado disse que a conversa já está bastante avançada para que o Programa Mediar é Divino seja implantado no Distrito Federal, Ceará e Pernambuco.

Paz 

O padre Rodrigo de Castro (foto) também esteve presente na inauguração. Ele disse que a parceria da Arquediocese de Goiânia com o TJGO é muito importante para a comunidade, tendo o Poder Judiciário "sua bela missão de poder resolver todos os conflitos e a igreja, por sua vez, a necessidade da paz mundial". (Texto: Gustavo Paiva – estagiário do Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página