Adotando uma postura de portas abertas, lema da nova gestão da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, primando, assim, pelo diálogo franco e pelo enfrentamento conjunto das dificuldades, o corregedor-geral da Justiça de Goiás, desembargador Nicomedes Domingos Borges, juntamente com o juiz Ricardo Silveira Dourado, auxiliar da CGJGO, abriu nesta terça-feira (9) a primeira reunião com representantes dos cartórios extrajudiciais do Estado. De forma inédita, a iniciativa de reunir membros da CGJGO e do Extrajudicial passa a ser uma ação institucional inserida no Plano de Gestão do órgão censor.

Ao falar sobre a satisfação em participar do encontro, promovido de forma virtual devido à gravidade da pandemia de Covid-19, o corregedor-geral agradeceu a presença de todos e reiterou que nenhuma decisão será tomada unilateralmente, ou seja, os problemas que eventualmente surgirem no âmbito do Extrajudicial serão confrontados com a participação de todos os envolvidos. O desembargador enalteceu ainda o árduo e eficiente trabalho das equipes da CGJGO para a concretização do novo Regimento Interno, que possui 48 páginas e mais de mil artigos.  “As adversidades existem para que possamos dar a elas a devida resolutividade, mas os gargalos de cada segmento serão enfrentados com um espírito de colaboração, de orientação, de união. Estamos totalmente abertos a sugestões e essa parceria deve ser sempre saudável e respeitosa”, enfatizou.



Por sua vez, o juiz Ricardo Dourado, responsável pelo âmbito do Extrajudicial no Estado, fez questão de reforçar a importância dessa interação entre a Corregedoria e os cartorários e frisou que justamente primando por essa parceria exitosa, foi deliberado que as reuniões passam a ser ações institucionais constantes do Plano de Gestão da CGJGO. “Nossa intenção é fortalecer ainda mais esse vínculo entre nós e os cartorários, esse esforço concentrado e conjunto, que tem rendido tão bons frutos, cujos resultados são latentes. Tenho convicção de que, juntos, encontraremos o caminho na solução dos problemas e prestaremos um serviço de excelência para toda a sociedade”, ressaltou.
 
Temas institucionais e integração

Durante a reunião foram tratados e debatidos vários temas institucionais afetos ao Extrajudicial, ainda em fase inicial. Participaram também do encontro, de cunho institucional, Sérgio Dias dos Santos Júnior, diretor de Correição e Serviços de Apoio da Corregedoria, Ubiratan Alves Barros, assessor de Orientação e Correição, e os assessores correicionais Suzana Estevam de Almeida, Guilherme da Paixão Costa Ferreira e Marcilei Maria da Silva, além de Kenedy Augusto, diretor do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) da Corregedoria.

Estiveram presentes os cartorários Igor França Guedes, presidente da Associação de Titulares de Cartórios (ATC), Colégio Registral Imobiliário de Goiás (Cori) e Sindicato dos Notários e Registradores (Sinoreg-GO); Naurican Ludovico Lacerda, do Instituto de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas do Estado de Goiás (IRTDPJ-GO); Frederico Junqueira, presidente do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil - Seção Goiás (IEPTD-GO); Bruno Quintiliano, presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais de Goiás (Arpen-GO); Alex Valadares Braga, representando o Colégio Notarial do Brasil - Seção Goiás (CNB-GO), e Pedro Ludovico Teixeira Neto, da Associação dos Notários e Registradores (Anoreg-GO). (Texto: Myrelle Motta - Diretora de Comunicação Social da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás/Fotos: Hellen Bueno - Diretoria de Planejamento e Programas da CGJGO)

Fale conosco sobre esta página