As escrivanias da 7ª e da 11ª Varas Cíveis de Goiânia voltam com atendimento ao público nesta quinta-feira (16). A suspensão das atividades e dos prazos processuais ocorreu devido a oficialização das unidades e foi autorizada por meio dos decretos judiciários nº 1886 e 1887, editados pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Leobino Valente Chaves.

A Diretoria do Foro de Goiânia assumiu as duas unidades em virtude da aposentadoria compulsória dos escrivães Antônio José Ribeiro, da 7ª, e João Batista França, da 11ª. A mudança, conforme explicou, na ocasião, o diretor do Foro de Goiânia, juiz Wilson da Silva Dias, exigiu um trabalho intenso de reorganização, com “adaptação a uma nova realidade sistemática, para atender as diretrizes e, sobretudo, proporcionar resposta em tempo razoável ao jurisdicionado”.
 
Nesse período de alteração, que começou no dia 25 de junho, as escrivanias passaram por várias modificações, que incluíram também, alterações de computadores, móveis e demais pontos das instalações físicas dos locais. Além disso, os servidores lotados participaram de um curso de capacitação para melhor desempenho das atividades, conforme completou Wilson Dias. (Texto: Lilian Cury - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página