O presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), desembargador Leobino Valente Chaves, vai encaminhar à Comissão de Regimento e Organização Judiciária pedido criação de uma vara especializada em combate à pedofilia. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (8) em resposta a pleito do presidente da Assembleia Legislativa de Goiás Fábio Sousa. Ele fez uma visita de cortesia ao representante do Judiciário goiano, uma vez que ficará a frente da Alego até o dia 1º de fevereiro, quando tomará posse o presidente eleito Helder Valin (PSDB). O magistrado ressaltou, contudo, que antes será preciso realizar um estudo de viabilidade e, ainda, que o Tribunal já trata da questão, embutida nas ações de enfrentamento ao tráfico de pessoas. “Como o quadro de Organização Judiciária está sendo elaborado, poderemos desenvolver um estudo e apresentar à Comissão. Como meu mandato termina no dia 1º de fevereiro, não tenho como garantir que criarei a vara, mas que encaminharei o estudo”, disse Leobino Chaves.

Fábio Sousa agradeceu a deferência do desembargador-presidente com o assunto e disse que, apesar do mandato tampão, faz questão de demonstrar seu respeito ao Poder Judiciário e ao Tribunal de Justiça. “Os Poderes só funcionam bem quando andam harmonicamente e independentemente”, observou, por sua vez, Leobino Chaves.(Texto: Aline Leonardo e fotografia: Aline Caetano - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página