Investir continuamente na melhoria da atividade jurisdicional adotando uma política de trabalho de “portas abertas” em prol da sociedade e valorizar o trabalho desempenhado por magistradas e magistrados, servidoras e servidores que compõem o quadro do Tribunal de Justiça de Goiás. Essa premissa tem sido cumprida à risca pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás que, em parceria com a Escola Judicial de Goiás, deu continuidade nesta quinta-feira, 4, à extensa gama de atividades desenvolvidas durante o segundo dia do Encontro Regional da 2ª Região Judiciária, cuja Comarca Polo é Aparecida de Goiânia. 

Mais uma vez barreiras foram transpostas pela Justiça com o uso dos recursos digitais, demonstrando, assim que não existem fronteiras ou distância que impeçam um pai de reconhecer seu filho. Utilizando de forma simples e dinâmica os meios virtuais, o Programa Pai Presente Total, um desdobramento do Programa Pai Presente, executado pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, realizou nesta terça-feira, 12, nove reconhecimentos de paternidade, dentre eles dois internacionais, um de Lisboa (Portugal) e outro de Londres (Reino Unido). 

Com número recorde de 500 inscritos e adotando pela segunda vez a modalidade híbrida (on-line e presencial), o Encontro Regional da 2ª Região Judiciária, que tem como Comarca Polo Aparecida de Goiânia e é promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug), foi aberto nesta quarta-feira, 3, pelo presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Carlos Alberto França, que mais uma vez enalteceu o programa e conclamou os colegas das 19 comarcas que compõem a respectiva região a participarem ativamente dos trabalhos.

Foi em homenagem ao filho único, assassinado há 3 anos em um assalto com apenas 21 anos, e ao netinho, de 5 anos, que fez questão de filmar o casamento dos avós pelo celular, que a dona de casa Sandra Fátima Oliveira, de 52 anos, e seu companheiro Flávio José de Oliveira, 43, decidiram oficializar a união de 17 anos durante o projeto Show Cultural (Casamento Comunitário) promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás e pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás na noite desta quinta-feira, 19, às 18 horas, no Ginásio de Esportes Goiânia Arena. A ação de cunho social, uma das maiores já promovidas no País, que uniu aproximadamente 1 mil casais, teve quase 17 mil visualizações no Canal do Youtube da Diretoria de Planejamento e Programas da CGJGO (1.785 simultâneas) e contou com um show especial das cantoras de renome nacional Maiara & Maraisa, que teve a duração de mais de 2 horas. Na oportunidade, foram arrecadados ainda 1 tonelada e 179 kilos de alimentos não perecíveis que serão destinados às pessoas em vulnerabilidade social.