“Quando uma epidemia surge, mesmo que em um ponto distante e isolado, o mundo entra em estado de alerta. É certo, porém, que o Poder Judiciário presta um serviço absolutamente imprescindível, notadamente neste momento vivenciado pela nossa nação”. Estas foram as palavras pontuais proferidas pelo corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, ao mencionar como exemplo de efetividade, criatividade e comprometimento, o Encontro Regional On-line da 9ª Região Judiciária, que tem como Comarca Polo Caldas Novas e se encerrou nesta sexta-feira (11). A audiência pública realizada no período da tarde contou com 76 participantes. 

Em reunião reservada com os magistrados da 9ª Região Judiciária, o corregedor-geral fez uma retrospectiva dos primeiros três encontros regionais no âmbito virtual promovidos pela Corregedoria e ressaltou os cerca de 1,5 mil participantes e mais de 700 capacitandos nessas edições do evento. Mesmo com o retorno gradual das atividades presenciais previsto para o início de outubro, o desembargador acredita que esse novo e bem sucedido modelo virtual para a realização de eventos, julgamentos e audiências deve ter continuidade no âmbito do Poder Judiciário.

“Os resultados positivos deste novo formato on-line para a realização das atividades e projetos do Judiciário são notórios. Hoje, com orgulho, realizamos a quarta edição deste encontro no formato digital. Isso é uma demonstração clara de que, embora vivenciando as angústias impostas por este momento e por este vírus impiedoso, não nos acomodamos. Pelo contrário, nos aprimoramos, nos reinventamos, para continuar atendendo a cada cidadão que precisa da Justiça”, realçou.

Ao proceder a abertura da audiência pública da tarde, o juiz Aldo Guilherme Saad Sabino de Freitas, auxiliar da CGJGO e coordenador dos Encontros Regionais, explicou que o encontro alcança várias regiões de Goiás e colocou a Corregedoria à disposição da sociedade. “Estamos aqui hoje mais para ouvir do que falar. Tudo o que for colocado nesta audiência terá o devido encaminhamento e apontamento de alternativas para solucionar qualquer questão proposta”, salientou o magistrado.

O anfitrião do encontro, juiz Tiago Bentes, diretor do Foro da comarca de Caldas Novas, cumprimentou inicialmente a equipe da CGJGO, magistrados, servidores, autoridades e colaboradores da Justiça. O magistrado fez questão de parabenizar mais uma vez todos os idealizadores do evento e enalteceu o formato on-line. “Este momento propicia o diálogo saudável e estamos abertos para sugestões e críticas. Tomaremos todas as medidas necessárias para solucionar as demandas levantadas aqui. Sem dúvida, esse modelo virtual tão exitoso e a custo zero veio para ficar”, opinou.

Judiciário próximo da comunidade

Já o juiz Donizete Martins de Oliveira, auxiliar da CGJGO,afirmou que os encontros regionais, agora no formato on-line, são uma oportunidade ímpar de aproximar o Poder Judiciário da sociedade e conhecer as necessidades e as deficiências de cada comarca. Em um curto momento reflexivo, o magistrado lembrou também que é preciso ser grato em todas as situações da vida, especialmente neste período complexo imposto pela pandemia da Covid-19. “Atravessamos tempos difíceis, diferenciados. Precisamos nos voltar um pouco para dentro de nós mesmos, saber ter gratidão, sentimento que transforma qualquer espírito de negatividade em positividade. Vamos viver o presente com essa mesma gratidão e enxergar o futuro com a esperança de dias melhores”, ensinou.

Aproveitando a ocasião, o juiz Hugo Gutemberg, que assumiu a Vara de Família e Sucessões de Caldas Novas, se colocou à disposição dos advogados, servidores e jurisdicionados da comarca. “Estamos disponíveis para atender e ouvir todos aqueles que necessitam da Justiça. Que possamos trabalhar em conjunto, em prol de um bem comum, oferecendo uma prestação jurisdicional mais célere e humana”, enfatizou.

Audiências com servidores e magistrados

Com 165 participantes, a audiência interna ocorrida pela manhã com os servidores e magistrados da 9ª Região Judiciária tratou de assuntos de natureza diversa e contou com a participação de magistrados e diretores de área da Presidência do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás e da Corregedoria. Reiterando a importância dessa interatividade e de se discutir temas institucionais para o aperfeiçoamento da Justiça, o juiz Aldo Sabino voltou a falar que todas as demandas apontadas nos encontros são devidamente analisadas e constam em ata. “Instauramos um Proad e damos o devido encaminhamento a tudo o que é proposto nos encontros regionais”, sublinhou. Na sequência, a reunião reservada com os magistrados teve 27 participantes com temáticas afetas às comarcas que compõem a 9ª Região Judiciária.

Nos dois primeiros dias do evento o número de capacitandos chegou a 401. Foram oferecidas capacitações em Processo Judicial Cível (PJD) – avançado, Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc), Contadoria, PJD Cível (avançado) - Ferramentas e Estratégias para uma Gestão Eficiente, Processo Judicial Digital Criminal (iniciantes), Extrajudicial 1, Gestão das Unidades Judiciais, Proad e Extrajudicial 2.


Sobre o Encontro Regional On-line

O Encontro Regional On-line é promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug), responsável pelas certificações. A realização desta edição ocorreu por meio da plataforma eletrônica “Zoom Meetings”, ferramenta de videoconferência voltada para ambientes corporativos. Todo o suporte é feito pela Diretoria de Tecnologia e Informação da CGJGO e a organização está sob a responsabilidade da Diretoria de Planejamento e Programas da Corregedoria.

O evento é um desdobramento do Programa Encontro Regional, antes realizado presencialmente em cada região judiciária agraciada com o evento. No entanto, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a implementação do trabalho remoto no âmbito do Poder Judiciário, a CGJGO deliberou pela realização do evento no formato on-line.

A 9ª Região Judiciária, além da comarca de Caldas Novas, abrange também as comarcas de Corumbaíba, Catalão, Cumari, Goiandira, Ipameri, Orizona, Pires do Rio, Santa Cruz de Goiás e Urutaí. (Texto: Myrelle Motta - Diretora de Comunicação Social da CGJGO/Edição de imagem: Hellen Bueno - Diretoria de Planejamento e Programas da CGJGO)

Fale conosco sobre esta página