A Corregedoria Nacional de Justiça realiza, na próxima semana, mais uma inspeção de rotina para a verificação dos serviços prestados pelas cortes de Justiça do País. No período de 18 a 22 de novembro, o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, junto com sua equipe, estará em Goiás para inspecionar os setores administrativo e judicial do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) e também as serventias extrajudiciais.

Durante o período, trabalhos forenses e prazos processuais não serão suspensos. Segundo portaria nº 32 do CNJ, a intenção é zelar pelo aprimoramento dos serviços judiciários, fiscalizando as diversas unidades do Poder Judiciário.

No dia 18 de novembro, o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, fará atendimento ao público em geral, a partir das 14h30, na Diretoria de Cerimonial, no térreo. Na oportunidade, os cidadãos poderão fazer reclamações, solicitar informações ou sugerir melhorias para o serviço jurisdicional no Estado diretamente ao corregedor. Já os juízes auxiliares da Corregedoria Nacional de Justiça ficarão em Goiânia até sexta-feira, no Salão Nobre do Órgão Especial, no 1° andar. Para mais esclarecimentos, procurar a Diretoria de Cerimonial do TJGO.

Abertura

A abertura dos trabalhos de inspeção ordinária será realizada na segunda-feira (18), às 9 horas, no Órgão Especial e contará com a presença do presidente do TJGO, desembargador Walter Carlos Lemes; do vice-presidente, desembargador Nicomedes Domingos Borges; do corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho; do ouvidor do Poder Judiciário goiano, desembargador Carlos Alberto França; do presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), Wilton Muller Salomão; do diretor do Foro de Goiânia e representante da Associação Brasileira dos Magistrados (ABM), juiz Paulo César Alves das Neves; do procurador-geral de Justiça, Aylton Flávio Vechi; do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio de Paiva; da procuradora-geral do Estado, Juliana Pereira Diniz Prudente; do secretário da Casa Civil, Anderson Máximo, além dos magistrados que atuam na capital. O encerramento será na sexta-feira (22), às 10 horas, também no Órgão Especial. (Texto: Arianne Lopes - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página