A comarca de Luziânia tem realizado audiências virtuais de conciliação, como medida para manter a prestação jurisdicional durante o período de afastamento social, provocado pela pandemia do novo coronavírus. As videoconferências foram promovidas pelas 1ª e 2ª Varas de Família e Sucessões da comarca, que tem como magistradas titulares Flávia Morais Nagato de Araújo Almeida e Simone Pedra Reis, respectivamente.

“A realização,  pelo Poder Judiciário, de audiências de conciliação por teleconferência/videochamada, no presente momento, apresenta-se necessária e salutar às partes e advogados, proporcionando a entrega ágil e eficaz da prestação jurisdicional à sociedade luzianiense”, conforme afirmou a juíza Flávia Nagato.

O programa de teleconferência/videochamada foi instalado, remotamente, no computador da sala de audiências das referidas unidades judiciárias, pelo próprio Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), com o auxílio do conciliador e mediador judicial André Scarpitti. Para o servidor e magistradas, o sistema “tem se mostrado de fácil manuseio, com produção de excelentes resultados”. (Texto: Lilian Cury - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página