O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida da comarca de Goiânia, presidirá, nesta quinta-feira (8), o júri popular em dolo eventual envolvendo crime de trânsito de Marco Aurélio Machado Malta, acusado de matar Gislaine Vieira dos Reis. A sessão terá início às 08h30, no Fórum Criminal, em Goiânia.

O crime aconteceu no dia 15 de outubro de 2016, por volta das 23h30, na Avenida das Bandeiras, localizada na Vila Mauá, em Goiânia, quando Gislaine estava em uma distribuidora de bebidas acompanhada de seu esposo, e, ao deixar o local, adiantou-se para atravessar a avenida, momento em que Marco Aurélio, conduzindo um veículo Corolla, atropelou e matou Gislaine.

Segundo a denúncia, Marco Aurélio colidiu frontalmente a lateral do veículo na vítima, provocando sua morte por politraumatismo por ação contundente de alta energia, conforme o laudo de exame. O boletim de ocorrência também constatou que Marco Aurélio estava embriagado, e conduzia seu veículo em alta velocidade. O réu fugiu do local, sem prestar socorro à vítima, mas logo após foi preso em flagrante, momento após a ocorrência do crime em uma abordagem policial. Gislaine não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Assim, o réu é acusado por homicídio doloso, ao qual vulnerou de forma evidente a segurança do trânsito e assumiu o risco de matar qualquer pessoa que encontrasse pelo seu caminho.(Texto: Thielly Bueno - estagiária do Centro de Comunicação Social)

Fale conosco sobre esta página