Os réus Romualdo Hélio Santiago Junior e Ricardo da Silva Gonçalves foram condenados por arrombarem e furtarem objetos de quatro veículos em apenas dois dias, nos setores Bueno e Marista, em Goiânia. A pena estipulada foi de 9 anos, 1mês e 15 dias de reclusão a Ricardo e de 7 anos e 9 meses de reclusão a Romualdo. Eles também deverão pagar, respectivamente, 137 dias-multa e 95 dias-multa.

De acordo com o juiz da 9ª Vara Criminal de Goiânia, Alessandro Pereira Pacheco, as penas devem ser cumpridas em regime fechado.

O primeiro veículo foi arrombado dia 31 de março deste ano, por volta das 23 horas, na rua T-11, no Setor Bueno. Os outros três veículos dos quais os ladrões furtaram diversos utensílios estavam estacionados na rua T-2 e na rua 136, no setor Marista, crimes cometidos entre às 22 e 23 horas do dia 3 de abril. Ainda de acordo com a denúncia, Diogo Reis Cabral, testemunha ocular de uma das ações dos bandidos, conta que “viu duas pessoas olhando o interior dos carros com uma lanterna com o intuito de furtar os veículos”. Ainda segundo Diogo, enquanto um dos ladrões examinava o interior dos carros estacionados, o outro lhe dava cobertura, vigiando, embaixo de uma árvore.

Consta dos autos que os acusados foram abordados pelos policiais após a denúncia da testemunha ocular e na abordagem foi constatado que no interior do carro dos bandidos havia diversos utensílios que comprovadamente pertenciam às vítimas dos assaltos, tais como caixa de som, aparelhos eletrônicos, cartões bancários e de crédito, talão de cheques, bolsas, documentos e outros. Para o juiz não restou dúvidas do dolo dos acusados, devido às provas testemunhais e documentais e devido à própria confissão do acusado Rômulo.(Texto: Lorrany Oliveira - estagiária do Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página