O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) finalizou os trabalhos de implantação do Sistema Eletrônico de Execução Unificado (Seeu), política nacional disseminada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para padronizar e qualificar o sistema de execução penal em todo o País. O Judiciário goiano deu início à implantação do Seeu – sistema obrigatório para todos os tribunais do país – em agosto do ano passado. A conclusão dos trabalhos foi comunicada pelo juiz auxiliar da Presidência, Cláudio Henrique Araújo Castro, coordenador do trabalho de implantação do Seeu.

Em ofício circular, o presidente do TJGO, desembargador Walter Carlos Lemes, agradeceu a colaboração e parceria dos servidores do Judiciário que atuaram na força-tarefa de implantação do Seeu em Goiás. “Tínhamos um cronograma, estabelecido pelo CNJ, cujo cumprimento somente foi possível devido ao esforço e competência de cada um”, traz o documento. O TJGO também contou com o apoio de voluntários do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da Organização das Nações Unidas (ONU), e de soldados do Exército para o cadastro e a digitalização dos processos das varas de execução penal. 

Os dados estatísticos da conclusão dos trabalhos pela Central de Digitalização, Cadastramento e Implantação serão divulgados oportunamente. (Texto: Daniela Becker  - Centro de Comunicação Social do TJGO).

 

 

Fale conosco sobre esta página