Com objetivo de melhorar a prestação jurisdicional em todo o território goiano, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) instituiu a Central Única de Contadores que, desde setembro, vem trabalhando para efetivar os cálculos em processos que tramitam nas comarcas de Rio Verde e Mineiros. Os contadores estão em regime de teletrabalho, exclusivamente dedicados à realização de cálculos processuais. A iniciativa, que em breve vai abranger mais localidades, faz parte da diretriz estipulada pelo presidente do TJGO, desembargador Walter Carlos Lemes, para modernizar as formas de trabalho e, assim, propiciar celeridade no trâmite dos autos.

Segundo a diretora de Planejamento Estratégico, Mislene Medrado de Oliveira Borges, "o novo modelo visa a auxiliar as unidades judiciárias com déficit de contadores e com maior quantidade de processos aguardando feitura de cálculos". O projeto está sob coordenação da juíza auxiliar da Presidência do TJGO, Sirlei Martins da Costa. A migração das contadorias das comarcas do interior para a Central será realizada em etapas, e tem como objetivo, além da promoção de maior agilidade na tramitação dos processos, o aumento na arrecadação.

Para a primeira etapa, que teve início na última segunda-feira (16), foram incorporados 51 contadores e foram selecionadas 83 comarcas. A seleção foi feita levando em conta comarcas que já estão totalmente digitalizadas ou que não costumam realizar mais que 10 cálculos por mês. No início de abril de 2021, o projeto entrará noutra fase, com o acréscimo de outras comarcas, até que todas sejam integradas à Central. (Texto: Lilian Cury - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página