A “Liga Infantil dos Heróis Comuns (Mas Especiais)”, um projeto do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) lançado na Semana da Criança de 2020 esteve mais uma vez na instituição de acolhimento Residencial Professor Niso Prego. Na tarde desta sexta-feira (16), onze crianças e adolescentes tiveram um contato virtual com os personagens da Liga em um momento de contação de histórias por videoconferência e apresentação do vídeo dos heróis. A ação foi realizada pela Presidência do TJGO, por meio do Centro de Comunicação Social, em parceria com a Coordenadoria da Infância e da Juventude e com o projeto social Mala de Histórias.

A Liga Infantil é um projeto criado pelo Centro de Comunicação Social com super-heróis infantis que representam diferentes grupos sociais (o branco, o negro, o índio, a pessoa com deficiência, o cigano, a mulher e o profissional de saúde) e que levam também informações e esclarecimentos sobre os direitos da criança e do adolescente. Eles foram apresentados nas redes sociais, com mensagens que enfatizavam a igualdade, a representatividade e o amor entre os povos durante a Semana da Criança. O TJGO também produziu um gibi dos personagens e suas histórias e distribuiu o material no Residencial Professor Niso Prego, no fim de 2020, em uma ação conjunta com a Coordenadoria da Infância e da Juventude.

A juíza auxiliar da Presidência, Sirlei Martins da Costa, ressalta que projetos como esse ganham ainda mais relevância nesse momento de pandemia. “Essas crianças e adolescentes são as que estão mais isoladas com a pandemia, pois não têm as aulas presenciais, a maioria não tem família e também não pode receber visitas. E fazer essa apresentação por videoconferência, além do caráter inovador, é uma forma que o projeto encontra de levar inspiração, mas também de transformar um pouco essa realidade do isolamento”, acredita a juíza auxiliar da Presidência.



Na tarde de histórias desta sexta-feira, os integrantes do projeto Mala de Histórias, Bárbara Wendel, Maria Marta Lemes, Suelen Cristina de Souza e João Victor Gomes, se vestiram de quatro personagens da “Liga Infantil dos Heróis Comuns (Mas Especiais)”. Do auditório do Palácio da Justiça, eles divertiram e conversaram com as crianças da instituição. O grupo teve o apoio da loja Criatto Fantasias para o empréstimo das fantasias.

“O principal objetivo desse projeto é empoderar essas pessoas, dando a elas o direito de sonhar e se verem como sujeitos capazes de superarem suas dificuldades, inspirando sentimentos de autoconfiança e superação, tendo por base os direitos da criança e do adolescente”, destaca o diretor do Centro de Comunicação Social  do TJGO e idealizador do projeto, Luciano Augusto Souza Andrade, que tem a ideia de conseguir uma parceria para transformar esses heróis em brinquedos. Com o gibi nas mãos, uma das meninas da instituição disse que se identificou com a heroína Ruth Ahá, que representa os profissionais de saúde, pois seu sonho é ser médica.

O Mala de Histórias foi criado em 2019 e, além de levar arte, promove a doação de livros e gibis em comunidades carentes. Eles já doaram mais de 1.500 exemplares de livros e quem quiser contribuir é só entrar em contato pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou Instagram @maladehistoriasgo. (Texto: Daniela Becker / Fotos: Acaray Martins - Centro de Comunicação Social do TJGO).





 







 

Fale conosco sobre esta página