No sábado (1º), o Presídio Feminino Consuelo Nasser abriu as portas para mais um encontro entre mães presidiárias e seus filhos do  Programa Amparando Filhos, organizado pelo Juizado de Infância e Juventude da comarca de Goiânia, através da Coordenadoria da Infância e Juventude. Das 58 reeducandas que cumprem suas penas na unidade, 23  tiveram a oportunidade de passar uma tarde trocando carícias e ouvindo histórias contadas pelas apoiadoras e pelos próprios filhos. Também foi servido um farto lanche, preparado pelas próprias detentas.

 

Para a diretora do presídio Daniela Camponela, o Programa Amparando Filhos é um belo exemplo a ser seguido. "Um dia como este levanta a estima das reeducandas, o clima interno melhora e as meninas se integram mais, como também passam a colaborar umas com as outras, uma vez que todas participam da preparação do evento, que se inicia vários dias antes. O instinto maternal parece contaminar todo o ambiente", relata a diretora.  “É um dia de muita alegria para todos, é um momento de fortalecer o laço familiar” completa.

Para Andriele, encarcerada há quatro anos e mãe de cinco filhos, este dia é aguardado o ano todo. “Somente através deste programa pude estar juntinho de todos os meus filhos, uma tarde é pouca para matar tanta saudade.Somente vocês para  nos proporcionar esse momento. Logo quero sair daqui para participar mais da vida deles e ensinar o lado bom, do bem, do amor e do trabalho”, confidenciou Andriele.

Em quase quatro anos do Programa Amparando Filhos, mais de mil pessoas foram beneficiadas, sob os dois vieses abrangidos: promoção de encontros humanizados entre mães presidiárias e seus filhos e e acompanhamento dessas famílias. É também realizado num espaço saudável, em espaço lúdico, e sem os constrangimentos trazidos com as revistas e procedimentos de segurança, com abordagens multidisciplinares, com psicólogos e assistentes sociais.
O programa foi vencedor, na categoria Trabalho de Magistrados, do 5º Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos, em 2016, e do Prêmio Innovare, em 2017. Desde a criação, foi estendido para 17 comarcas do Estado e inspirou iniciativas em sete Estados da Federação. (Texto e fotos: Wagner Soares - Lilian Cury  / Centro de Comunicação Social do TJGO)
Veja Galeria de Fotos

Fale conosco sobre esta página