Magistrados e servidores do Poder Judiciário goiano, que tenham interesse, podem se inscrever para participar da seleção que vai compor a Comissão de Acessibilidade e Inclusão do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. O grupo atende aos preceitos contidos na Resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nº 230/2016, que orienta a respeito da adequação das atividades dos órgãos do Poder Judiciário às determinações dispostas na Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

A juíza Maria Clara Merheb Gonçalves Andrade informa sobre a abertura de seleção para o cargo de assistente jurídico de gabinete da comarca de Caçu. Os currículos deverão ser enviados para o e-mail institucional da magistrada (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) até a próxima sexta-feira (07).

O juiz Denival Francisco da Silva, da 3ª Vara Criminal dos crimes punidos com reclusão, da comarca de Goiânia, coordenará, neste final de semana, compreendendo os dias  8 e 9 de agosto, o plantão judicial de audiência de custódia na capital. Também atuarão os oficiais de justiça Anderson José Félix de Souza e Djarlson Félix de Souza Jonas.

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) prepara-se para retomar as atividades forenses presenciais, de acordo com cronograma gradual, que começa no próximo dia 1º de agosto e segue até o dia 4 de outubro. Para tirar as dúvidas do público interno e externo, a juíza auxiliar da Presidência do TJGO, Sirlei Martins da Costa, conversou com o Centro de Comunicação Social do TJGO. A magistrada é integrante do Grupo de Trabalho do Poder Judiciário goiano para implementação e acompanhamento das medidas de retorno, criado conforme resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Veja a entrevista:

Fale conosco sobre esta página