A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) manteve sentença da 7ª Vara Cível de Goiânia para condenar as empresas Brasil Telecom e Global Village Telecom (GVT) a, solidariamente, indenizar Lázara da Glória Silva em R$ 10 mil, por danos morais, e, em R$ 5 mil, por danos materiais.  Lázara aceitou proposta de portabilidade dos terminais telefônicos da Brasil Telecom instalados em seu escritório. Ocorre que as empresas só efetuaram o serviço mais de 30 dias depois do pedido.

Seguindo o voto do relator, juiz substituto em segundo grau Carlos Roberto Fávaro, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) aumentou de R$ 8 mil para R$ 15 mil o valor da indenização por danos morais que o ex-vereador de São Miguel do Araguaia José D'Aparecido Ribeiro terá de pagar ao promotor de Justiça Cristhiano Menezes da Silva.

Ao receber duplo grau  de jurisdição remetido pela comarca de Senador Canedo, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) manteve sentença que garantiu a duas crianças  acesso à educação por meio de vagas junto ao CMEI (creche), com a efetivação das matrículas em uma unidade  próxima às suas casas, na região do Residencial Bouganville. 

A falta de energia elétrica, decorrente de pane no transformador, comprometeu hoje (30) o atendimento no fórum da comarca de Palmeiras de Goiás. Os servidores cumprem expediente, mas nem todos os serviços podem ser executados devido ao problema. De acordo com o diretor do Foro local, juiz José Cássio de Souza Freitas, a Celg foi acionada e informou que os reparos devem ser concluídos após as 16 horas. (Texto: Ricardo Santana – Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página