Levando em consideração a necessidade de estabelecer regras de proteção aos oficiais de justiça no cumprimento de mandados judiciais, que constituem atos processuais com alto potencial de contágio desses servidores pela COVID-19, o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, regulamentou, nesta sexta-feira (3), por meio do Provimento nº 12, as rotinas de proteção desses profissionais, entre elas, a dispensa do cumprimento presencial de mandados de citação, intimação e notificação, bem como da colheita da “nota de ciência”.

A Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) lançou, na quinta-feira (02), a campanha “Contra a Violência Doméstica Durante a Pandemia” que apresenta orientações para mulheres em situação de violência doméstica e familiar.

 Os juízes substitutos em segundo grau Fernando de Castro Mesquita e Eudélcio Machado Fagundes, foram designado,s pelo Decreto Judiciário nº 685/2020, para, no período de 1º a 30 de julho de 2020 e de 7 de janeiro a 5 de fevereiro de 2021, respectivamente, substituírem no gabinete do desembargador Gerson Santana Cintra que estará de férias regulamentares. O desembargador é integrante da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). O ato foi publicado nesta sexta-feira (3) no Diário da Justiça Eletrônico, Edição nº 2.964, Suplemento, Seção I. (Texto : Lílian de França – Centro de Comunicação Social do TJGO)

Em tempos emergenciais, com a adoção do home office no Judiciário goiano em função da pandemia de Covid-19, a Presidência do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) tem buscado celeridade no andamento de demandas processuais e administrativas, possibilitada pelas ferramentas de tecnologia disponíveis para a execução do trabalho, e engajamento da equipe de magistrados e servidores.

Fale conosco sobre esta página