O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) vai investir R$ 36 milhões por ano na segurança de magistrados, servidores, jurisdicionados e patrimônio. A medida inclui a contratação de segurança armada 24 horas, 7 dias por semana, para todas as 127 comarcas e edificações na capital, abrangendo os 155 prédios pertencentes ao Poder Judiciário goiano. 

Sob a presidência da juíza Ana Paula Tano, será realizado em Goiatuba, nesta terça-feira (5), a partir da 8h30, o júri de quatro policiais acusados de homicídio qualificado (por utilizarem recurso que impossibilitou a defesa da vítima) contra o cantor sertanejo José Bonifácio Sobrinho Júnior, conhecido como Boni Júnior. Os militares Silmar Silva Gonçalves, André Luis Rocha, Edson Silva da Cruz e Aluísio Felipe dos Santos também serão julgados por fraude processual (artigo 347 do Código Penal) pela tentativa de forjar a cena do crime para incriminar a vítima. O julgamento ocorrerá no Auditório do Tribunal do Júri de Goiatuba. 

Ao abrir na manhã desta segunda-feira (4) os trabalhos do mutirão da contadoria na comarca de Goiânia, o diretor do Foro, juiz Wilson da Silva Dias, destacou a importância da realização da força-tarefa e anunciou a previsão de baixar em torno de 6 mil processos dos mais de 12 mil que aguardam feitura de cálculo. Durante duas semanas, de 4 a 8 e de 11 a 15 de abril, 54 servidores, sendo 43 vindos das comarcas do interior, vão trabalhar no mutirão, que acontece na sala da Diretoria do Foro de Goiânia, localizada no Fórum Desembargador Fenelon Teodoro Reis, no Jardim Goiás. 

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás determinou que a Secretaria de Saúde do Estado de Goiás forneça, gratuitamente, três remédios para ajudar o sistema digestivo de um paciente. O homem sofre de neuropatia crônica, distúrbio da deglutição, epilepsia e desnutrição e, por isso, necessita de medicamentos que auxiliam a motilidade gastrointestinal e tratem refluxo e, ainda, de uma fórmula líquida para alimentar-se por sonda.

Fale conosco sobre esta página