Apresentação

 É fato que, quase a totalidade dos adolescentes submetidos às medidas de Liberdade Assistida (LA), Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) e Internação voltam a prática de ato infracional por não possuírem expectativas de melhores dias para o futuro.
Assim urge, que além da administração pública municipal, estadual e demais órgãos governamentais afins, (Conselhos de Direitos da Criança e Adolescente, Conselhos Tutelares, Entidades de Acolhimento e outros), sejam incrementadas parcerias entre Juizado da Infância e Juventude com o Ministério Público e a sociedade civil (ONGs, clubes de serviços, associações empresariais, maçonarias, universidades, associações da classe médica, odontológica, psicológica, além de outras), com fim de incrementar parcerias voltadas ao adolescente e sua família de forma mais efetiva, fomentando uma política de atendimento de natureza realmente pedagógica, e assim retirar o adolescente da marginalidade que o cerca, modificando seu foco. Neste contexto, nasce o Programa MEU GURI, no intuito de transformara realidade do adolescente, especialmente que se encontra em prática infracional, criando-lhe oportunidades mais justas e de esperança, buscando a sua efetiva reinserção social.

Objetivos

Proporcionar ao adolescente em potencial situação de risco, ou já infrator, a oportunidade de refletir sobre sua conduta, e caso seja infracional, como cumprimento de medida socioeducativa apicada (LA, PSC ou Internação): 
- Retirar o adolescente da situação de risco ou marginalidade, proporcionando-lhe atividades voltadas à educação, cultura, esporte lazer com novos grupos.
- Oportunizar o aprendizado fundamental e técnico com a sua reinserção no meio escolar e matrícula no ensino profissionalizante.
- Inserir adolescente no mercado de trabalho após o término da profissionalização.
- Incentivar o adolescente a participar como voluntário de programas comunitários de natureza assistencial.
- Inserir o adolescente em atividades culturais, de esporte e lazer de forma programada e em caráter contínuo.
- Efetuar o acompanhamento e/ou prestar orientação educacional psicológica e social ao adolescente e sua família.
- Encaminhar o adolescente a programas de trabalho antidrogas, de saúde físico-mental e odontológico.

Parceiros

Porque ser parceiro

- Eu respondo a um chamado social.
- A minha residência, o meu trabalho e/ou minha empresa se encontra nesta comunidade de Goiânia. 
- Do imposto de renda obrigatório que recebo, posso destinar uma porcentagem para o programa “Meu Guri”
- Eu e/ou minha empresa também tem uma responsabilidade social nesta comunidade.
- Por fim, posso e quero contribuir para um mundo melhor.

Como ser parceiro:

Entre em contato com o Juizado da Infância e Juventude e solicite uma visita da equipe do Programa meu Guri e em sua empresa ou escritório para conhecer as opções de parceria.

Equipe

Grupo gestor: Juizado da Infância e Juventude de Goiânia
Coordenação do projeto: Maria Socorro Souza Afonso da Silva
Secretária Executiva: Patrícia Sousa Santos

Contato

Endereço: Juizado da Infância e Juventude de Goiânia – Rua T-47, esquina c/ rua T-30, nº 669, Setor Bueno, Goiânia/GO

Telefones: 3236-2744
Horário: 11:00h as 18:00h
Fax: 3236-2735
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fale conosco sobre esta página