A excelente participação do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) na Semana Nacional de Conciliação de 2013, foi elogiada pelo juiz e membro do Comitê Gestor do Movimento Permanente Pela Conciliação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), André Gomma de Azevedo. Segundo ele, o TJGO é um Tribunal pujante que tem se destacado por sua atuação e resposta positiva aos jurisdicionados. Gomma é responsável pelo curso Políticas Públicas em Mediação e Conciliação para Magistrados que está sendo realizado durante nesta quinta-feira (13), no auditório do TJGO.

Antes do início dos trabalhos, André Gomma esteve no gabinete do presidente do TJGO, desembargador Ney Teles de Paula e afirmou que, “a intenção é apresentar novas formas e conceitos de acesso a Justiça”. Para ele, o verdadeiro acesso à Justiça ocorre quando o cidadão sai da Justiça com o problema resolvido. "Entrar na Justiça, dar início a uma ação judicial é fácil. O difícil é sair", comentou, ao defender a conciliação como método rápido, barato e eficiente de resolução dos conflitos.

O evento é uma iniciativa do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Judiciário goiano. Mais de 150 pessoas entre magistrados, conciliadores, mediadores e servidores participam do curso que tem como objetivo capacitar os profissionais envolvidos no movimento da conciliação.

O curso

A palestra vai abordar temas como as inovações de acesso a Justiça, processo de resolução de disputas, panorama do processo de mediação, Resolução 125/10 e, por fim, recomendações práticas para encaminhamento de demandas pelos magistrados à mediação.

O juiz responsável pelo Núcleo, Paulo César Alves das Neves, adiantou que outros cursos são ministrados no decorrer deste ano, um deles, como ocorreu em 2013, será ministrado pelo desembargador do Paraná, Roberto Portugal Bacellar. (Texto: Lílian de França e Geovane Gomes – Fotos: Hernany César / Centro de Comunicação Social do TJGO)

 

Fale conosco sobre esta página