Com uma apresentação minuciosa e impecável, estatísticas precisas e cumprimento de 100% das metas traçadas no Plano de Gestão para este biênio, foi entregue pela equipe da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, por meio da Diretoria de Planejamento e Programas, o Relatório Final de Gestão referente ao Biênio 2019/2021, que tem à frente o desembargador Kisleu Dias Maciel Filho. O relatório está disponível na versão digital no site da CGJGO

A juíza Renata Farias Costa Gomes de Barros Nacagami, da 3ª Vara Cível e de Família e Sucessões da comarca de Valparaíso de Goiás, condenou um clube de turismo e lazer a indenizar uma mulher que ficou paraplégica devido o impacto da descida de um toboágua numa de suas piscinas de seu parque aquático. Ela receberá R$ 263 mil, assim distribuídos: danos morais, R$ 150 mil; danos estéticos, R$ 100 mil; danos materiais, R$ 6.454,68 gastos com materiais e produtos para seus cuidados, e ao pagamento de R$ 6.770  referente ao valor necessário para custeio de cadeiras de roda e de banho.

O cenário da judicialização da saúde no Brasil é o tema central da primeira revista do Comitê Executivo de Saúde do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em Goiás. A publicação traz estatísticas do Núcleo de Apoio Técnico do Judiciário do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) – Natjus Goiás, jurisprudência sobre saúde dos tribunais superiores, enunciados do Fórum Nacional de Saúde do CNJ, e, também, artigos que abordam a temática. 

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Walter Carlos Lemes, suspendeu o atendimento ao público e os prazos processuais dos autos em trâmite na 8ª e 27ª Varas Cíveis da comarca de Goiânia, no período de 22 a 29 de janeiro, para a execução dos trabalhos necessários, tendo em vista a oficialização das respectivas escrivanias.

Fale conosco sobre esta página