14-SandraReginaA desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, coordenadora da Gerência de Cidadania do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), se reuniu, nesta segunda-feira (14), com as equipes da Justiça Terapêutica e da Secretaria de Gestão Estratégica (SGE) do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). O objetivo foi traçar os planos de reestruturação da Justiça Restaurativa, conforme determinou a Resolução 225, de 31 de maio de 2016, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A finalidade é a de reestruturar e normatizar a Justiça Restaurativa no TJGO. Para isso, a Justiça Terapêutica terá suspensa a entrada de novos casos, com o intuito de que a equipe se reúna para reescrever o projeto. A Justiça Terapêutica, que atualmente atende mais de 600 pessoas, deixará de ser um programa independente do TJGO e passará a agir como um programa inserido na Justiça Restaurativa.

Para a psicóloga Thaíssa Moiana, coordenadora geral e técnica de equipe do Justiça Terapêutica, essa mudança é importante, "porque amplia o alcance de uma visão restaurativa das situações de conflito na área criminal. Nós poderemos alcançar mais e com melhor efetividade o público, evitando novos casos de violência, de reincidência, onde nós iremos realmente promover uma justiça social mais eficiente", explicou.

Também participaram da reunião, Eunice Machado Nogueira, diretora de planejamento da SGE; Marielza Nobre Caetano da Costa, integrante do Nupemec; e toda a equipe da Justiça Terapêutica, composta por Thayssa Maria Garcia Moiana, Érica Fernanda Teixeira Santos, Fernanda Rodrigues Pires de Moraes, Kátia Abdala Tuma Mendonça, Laiana Carolina Carvalho de Matos, Lucília de Lima Queiroz, Mônica Vieira da Silva Borges e Rachel Moreira de Menezes. (Texto e foto: Gustavo Paiva - Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página