A importância das audiências não presenciais em tempos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a forma correta de distribuir Justiça neste momento de alta complexidade. Este foi o principal aspecto abordado no painel jurídico apresentado na manhã desta quinta-feira (28) no 1º Encontro Regional On-line da 10ª Região Judiciária (sétima edição) pelo juiz Aldo Saad Sabino, auxiliar da CGJGO e coordenador do evento. Pela primeira vez, o encontro, que contou com a presença maciça de servidores e magistrados da região mencionada, acontece no formato digital, tendo Iporá como comarca polo. 

O Infoseg, uma das ferramentas mais importantes  e que integra uma rede de informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização, foi objeto de orientação, debate e aprimoramento dos oficiais de justiça nesta terça-feira (5), durante seminário virtual promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás pela plataforma zoom meetings. Em janeiro deste ano, o Infoseg passou a ser acessível aos oficiais de justiça após a edição do Provimento nº 2, que regulamentou o acesso desses profissionais ao sistema para consulta de endereços, assegurando-lhes, assim, maior segurança no cumprimento das diligências inerentes ao cargo. A interatividade e a participação maciça de quase 400 oficiais de justiça foram marcas registradas do encontro.

Levando em consideração a necessidade de estabelecer regras de proteção aos oficiais de justiça no cumprimento de mandados judiciais, que constituem atos processuais com alto potencial de contágio desses servidores pela COVID-19, o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, regulamentou, nesta sexta-feira (3), por meio do Provimento nº 12, as rotinas de proteção desses profissionais, entre elas, a dispensa do cumprimento presencial de mandados de citação, intimação e notificação, bem como da colheita da “nota de ciência”.

Fale conosco sobre esta página