Portaria nº 212 de 11 de setembro de 2017 

 



Camila Nina Erbetta Nascimento

1ª Juíza Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás

Com larga experiência na seara criminal, a juíza Camila Nina Erbetta Nascimento, exerce pela segunda vez o cargo de auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, tendo desempenhado também essa função no Biênio 2011/2013. Natural de Uberlândia (MG), a magistrada graduou-se em Direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG). É titular da 1ª Vara Criminal de Trânsito e Detenção da Comarca de Goiânia, atuou nas comarcas de Bela Vista de Goiás, Pires do Rio, Catalão, Urutaí e na 8ª Vara Criminal de Goiânia.

Especialista em Direito Civil, Penal e Processual Penal, pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pela Academia de Polícia (Secretaria de Segurança Pública), além de ter MBA de Gestão em Poder Judiciário pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Camila Nina substituiu várias vezes no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) e foi também coordenadora do Núcleo de Monitoramento Carcerário do Estado de Goiás (Biênio 2011/2013), de Responsabilidade Social e Ambiental (Biênio 2013/2015), com implantação efetiva em 26 comarcas do Estado de Goiás, dos Programas Justiça Educacional (Biênio 2013/2015) e Justiça Restaurativa (Biênio 2017/2018).

A juíza já foi designada para atuar no Grupo de Trabalho referente à Resolução nº 10/2009, que dispõe sobre o afastamento de magistrados para aperfeiçoamento profissional, para participar da Comissão Permanente de Prevenção do Nepotismo, e para a coordenação do Grupo de Atividades Específicas da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás em 2011, além da participação nos Mutirões de Curatela (2009) e Carcerário (2010). Foi indicada ainda como juíza eleitoral da 133ª Zona de Goiânia, no Biênio 2009/2011.

 



Ricardo Silveira Dourado

2º Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça

Natural de Goiânia, o juiz Ricardo Silveira Dourado, que assume a atribuição inerente ao âmbito do Extrajudicial em Goiás, é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Tem pós-graduação em Direito Processual Constitucional, foi analista previdenciário em 2003 e delegado de polícia de 2004 a 2005.

Com mais de 15 anos de magistratura, tomou posse no cargo de juiz substituto em 29 de setembro em 2005, e é titular da 8ª Vara Cível de Goiânia desde dezembro de 2019. Atuou nas comarcas de São Domingos, Silvânia, Itapuranga, Padre Bernardo, Posse, Itumbiara e Anápolis, na qual foi diretor do Foro por 3 anos.

 



Altair Guerra da Costa

3º Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça

Com 26 anos dedicados à judicatura, o juiz Altair Guerra da Costa é integrante da 3ª Turma Recursal dos Juizados Especiais. Mestre em Ciências Jurídico/Civilistas/Menção em Processo Civil pela Universidade de Coimbra, o magistrado, exerceu a advogacia de agosto de 1994 a outubro de 1995 ingressando, quase na sequência, na magistratura, neste mesmo mês e ano.

Percorreu diversas comarcas dentre elas Estrela do Norte (juiz substituto e eleitoral), Joviânia, Mara Rosa, Itumbiara (onde exerceu a função de juiz eleitoral por três biênios) e Goiânia, no 1º Juizado da Violência Doméstica Contra a Mulher e na respectiva Turma Recursal. Foi juiz membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) de maio de 2020 até os dias atuais.

Teve dois artigos publicados pela Revista Luso Brasileira do Direito de Consumo e foi agraciado com três títulos de cidadania ao longo da carreira: Cidadão Itumbiarense (Itumbiara-GO), Cidadão Marorosense (Mara Rosa-GO) e Cidadão Cachoeirense (Cachoeira Dourada-GO). Recebeu ainda duas Comendas: Comendador de Itumbiara e da Ordem do Mérito Anhanguera, grau de “Grande Oficial”, concedida pelo Governo do Estado de Goiás em 24 de julho de 2018.

Fale conosco sobre esta página