Com mais de 10 anos dedicados à judicatura, o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Nicomedes Domingos Borges, foi agraciado na noite desta segunda-feira, 16, com uma homenagem feita pela Associação dos Magistrados de Goiás (Asmego), que tem como presidente a juíza Patrícia Carrijo. A honraria, que contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Carlos Alberto França, se deu em razão da excelência nos serviços prestados ao Poder Judiciário no exercício da função de corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás neste Biênio 2021/2023, cargo que deixa de ocupar no dia 1º de fevereiro de 2023, quando o desembargador Leandro Crispim, futuro corregedor-geral e também presente à solenidade, tomará posse no órgão censor.

Mais um ano chega ao fim e, com ele, renovam-se as esperanças por um novo ciclo repleto de realizações. O ano de 2022 deve ser avaliado como um período de profundas reflexões e dádivas. A cada desafio, novas possibilidades de aprendizado. A cada conquista, a celebração e o desejo de melhores aspirações.

Nesse espírito de fraternidade, manifesto sinceros agradecimentos pelo compromisso, zelo e espírito de resiliência de cada integrante do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás e da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás, que se empenham na prestação de um serviço sério, idôneo, pautado pelo respeito ao próximo.

Que, em 2023, o clima de harmonia e de união prevaleça buscando fortalecer, a cada dia, nossa missão de garantir a todos os cidadãos uma prestação jurisdicional célere, justa e digna. Sentimentos nobres hão de encher nossos corações de alegria para que, assim como nos ensinou o Criador, possamos ser exemplo de amor, esperança e justiça.

Um feliz e abençoado Natal! Que o ano vindouro seja de grandes conquistas com as bençãos de Deus!

Desembargador Nicomedes Domingos Borges
Corregedor-Geral da Justiça do Estado de Goiás

Por anos a fio, *Marco Antônio, de 61 anos, não teve notícias do filho, nem da própria família. Sem apoio, estudo ou emprego, passou a viver nas ruas de Goiânia com o cachorrinho Bob, amigo inseparável, e o velho cobertor de lã que ganhou de um dos transeuntes que passava pelo local onde ele dormia. Até que um dia, seu filho, um motoboy de 34 anos, o reconheceu em uma calçada da capital e o levou para casa passando a cuidar dele. Com todas as dificuldades e sofrimento impostos pela vida, Marco Antônio nunca fez o reconhecimento de paternidade do filho com quem deixou de conviver quando foi parar nas ruas. No entanto, o sonho acalentado por pai e filho, nesse longo tempo, se transformou em realidade nesta terça-feira, 13, graças ao Programa Pai Presente, executado pela Corregedoria Geral da Justiça de Goiás, durante a última audiência virtual realizada em 2022. 

Celeridade, eficiência e comprometimento marcaram a Semana de Julgamentos Colegiados executada de 5 a 9 de dezembro, pela Corregedoria Geral da Justiça do Estado de Goiás. Somente neste curto período, as Turmas Recursais e de Uniformização dos Juizados Especiais julgaram 613 processos, conforme demonstra a estatística apresentada pelo órgão censor. 

A diminuição de 700% no acervo processual das Turmas Recursais dos Juizados Especiais de Goiás nos últimos dois anos com a reestruturação do sistema recursal foi o ponto alto destacado pelo desembargador Marcus da Costa Ferreira, coordenador presidente do Sistema de Juizados Especiais do Estado de Goiás, durante a abertura da Semana Estadual dos Julgamentos Colegiados realizada nesta segunda-feira, 5, pela Corregedoria Geral da Justiça do Estado de Goiás. 

  •    

    Ouvir notícia: