Grande parte das demandas judiciais implica em conhecimentos técnicos de outras áreas da ciência, que não a jurídica. Justamente por essa razão, a figura do perito se revela como de extrema relevância para o Poder Judiciário na prolatação de decisões judiciais mais justas e imparciais, imbuídas de amplo conhecimento técnico. Essa premissa tem sido seguida à risca pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás com o constante aprimoramento do Banco de Peritos, cujas inovações e modificações ocorridas por meio do Provimento nº 38, foram amplamente apresentadas e debatidas durante audiência pública promovida na tarde desta quinta-feira (26). O juiz Aldo Guilherme Saad Sabino de Freitas, auxiliar da CGJGO e responsável pela coordenação geral do evento, encabeçou as explanações. O evento contou com quase 80 participantes. 

A Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás promoverá nesta quinta-feira (26), às 14 horas, uma audiência pública virtual, pela plataforma Zoom Meetings através do link (ID: 838 3352 9207  / Senha: AdPerit20@), para apresentação das inovações e modificações introduzidas no Banco de Peritos pelo Provimento nº 38, da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás. O responsável pela coordenação-geral do evento é o juiz Aldo Guilherme Saad Sabino de Freitas, auxiliar da CGJGO. 

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes, e o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, assinaram na noite de quinta-feira (19) o Provimento Conjunto nº 06/2020, que dispõe sobre a implantação e utilização do sistema PJeCor para o processamento unificado e obrigatório de informações e práticas de atos procedimentais no âmbito da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás. O ato inclui um cronograma específico já definido para o treinamento e efetiva utilização do sistema. 

O primeiro grau de jurisdição é a porta de entrada da Justiça e um dos pontos de contato mais fortes entre o cidadão e o Poder Judiciário. É onde o serviço da Justiça é mais sentido, sonhado e concretizado e sua face se perpetua e se reflete em todos aqueles que a ela se socorrem. Com essa mensagem do corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Maciel Filho, o desembargador Gerson Santana Cintra, coordenador-geral do Sistema de Juizados Especiais no Estado de Goiás, abriu nesta segunda-feira (23) a Semana Estadual de Julgamentos Colegiados com a presença de vários magistrados que compõem as Turmas Recursais de Goiás. Na ocasião, Gerson Cintra representou o corregedor-geral e deixou claro que encampou a fala do colega em todos os sentidos. O evento se estende até sexta-feira (27). 

Com a finalidade precípua de reduzir a taxa de congestionamento de processos em tramitação nas Turmas Recursais dos Juizados Especiais, a Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, responsável pelas questões afetas ao primeiro grau de jurisdição, promove de segunda até sexta-feira (23 a 27), a Semana Estadual dos Julgamentos Colegiados. A abertura do evento ocorrerá na próxima segunda-feira (23), às 9 horas, de forma virtual, e contará com a presença do desembargador Gerson Santana Cintra, que, na ocasião, representará o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, e do juiz Aldo Guilherme Saad Sabino de Freitas, auxiliar da CGJGO.

Fale conosco sobre esta página