Em alusão ao mês de outubro, no qual se celebra os direitos das crianças e adolescentes, auxiliando na conscientização acerca dos cuidados necessários durante esta fase tão sensível da vida, a Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás prepara uma série de matérias com edições especiais sobre projetos do órgão censor que abarcam essa temática. Esse conteúdo, que será divulgado toda sexta-feira no decorrer deste mês, visa levar ao conhecimento da sociedade as ações desenvolvidas e executadas pelo órgão censor nesta seara e ampliar a divulgação nessa área objetivando maior proteção social ao público infanto juvenil e ampliando as formas de garantir proteção em situações de negligência, crueldade e exploração. 

Em uma das suas mais expressivas edições, o Encontro Regional da 9ª Região Judiciária, que tem como Comarca Polo Caldas Novas e foi realizado pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug), atingiu a marca de mais de 1,5 mil participações (incluindo as capacitações) e foi finalizado com êxito nesta sexta-feira, 30, em momentos de total interatividade entre magistrados (as), servidores (as) e vários representantes da sociedade local.

Estabelecendo novamente um diálogo aberto com magistrados (as), servidores (as) e a sociedade de forma geral teve início nesta quarta-feira, 28, o Encontro Regional da 9ª Região Judiciária, cuja Comarca Polo é Caldas Novas, considerada uma das cidades mais pujantes e de maior potencial turístico e econômico do País. Em sua 11ª edição , o evento é promovido de forma híbrida (on-line e presencial) pela Corregedoria Geral da Justiça de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug). 

Troca de experiências diversificadas, reflexões sobre o desenvolvimento das habilidades interpessoais no ambiente de trabalho, formação contínua de servidores e servidoras, e reunião com representantes do serviço Extrajudicial foram o destaque do segundo dia de atividades do Encontro Regional da 9ª Região Judiciária nesta quinta-feira, 29. Caldas Novas, que é a Comarca Polo, sedia o evento promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás em conjunto com a Escola Judicial de Goiás (Ejug), responsável pelas certificações.

A primeira infância, que vai de 0 a 6 anos, é considerada uma das fases mais sensíveis na vida de um ser humano, já que nesse período é formada a personalidade acompanhada de vários fatores como o caráter, a base emocional e cognitiva, a cidadania e a consciência de direitos e deveres, dentre outros. As experiências são levadas para o resto da vida e, por essa razão, as crianças precisam desenvolver todo o seu potencial e devem receber o estímulo e o afeto de que tanto necessitam, além de ter seus direitos básicos resguardados. Sob essa ótica, o Tribunal de Justiça de Goiás, por meio da Divisão Interprofissional Forense da Corregedoria Geral da Justiça do Estado de Goiás, em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug), promove o Curso Marco Legal da Primeira Infância em Goiás, que teve início nesta segunda-feira, 26. A aula inaugural contou com aproximadamente 100 participantes.

  •    

    Ouvir notícia: