Um ato de amor incondicional é talvez a melhor representação da adoção, um tema complexo e, ao mesmo tempo, delicado, que demanda não somente cuidado e amor, mas responsabilidades de natureza diversa. Quando esse processo ocorre de forma plena, com a aceitação de uma criança ou adolescente no seio familiar, existe um fortalecimento da família, que pode ser sentido por todos os envolvidos. Atenta e sensível a este fator a Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, por meio da Divisão Interprofissional Forense e da Comissão Judiciária Estadual de Adoção (Cejai), juntamente com a Coordenadoria da Infância e Juventude e a Escola Judicial de Goiás (Ejug), tem promovido, no formato on-line, desde a pandemia da Covid-19, o Curso de Preparação Psicossocial e Jurídica para Pretendentes à Adoção que abarca até o momento, com a 5ª edição já iniciada nesta segunda-feira, 12, mais de mil pessoas interessadas em adotar uma criança/adolescente. Nas quatro edições anteriores, que foram realizadas com aulas síncronas e rodas de conversa, 933 candidatos receberam certificados. 

Alcançando mais de 1,6 mil participações, o Encontro Regional da 3ª Região Judiciária, que tem Anápolis como Comarca Polo, foi encerrado nesta sexta-feira, 2, em mais uma edição de sucesso pautada nos debates, no diálogo aberto, nas várias capacitações e na acessibilidade, cada vez maior, da Justiça ao cidadão. Com o viés participativo e orientativo, sempre norteado para ouvir as demandas que afligem a sociedade, o evento foi finalizado com a audiência pública que contou com a participação expressiva de magistrados (as), servidores (as), autoridades e membros de entidades representativas da respectiva região. O evento é promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás em conjunto com a Escola Judicial de Goiás (Ejug).

Em sua terceira edição no formato híbrido (on-line e presencial), com a tônica do engajamento e da interatividade, o Encontro Regional da 3ª Região Judiciária, que tem como Comarca Polo Anápolis, foi aberto nesta quarta-feira, 31, pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Carlos Alberto França, e pelo corregedor-geral da Justiça de Goiás, desembargador Nicomedes Domingos Borges. O evento é promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug). 

Uma intensa troca de experiências e reflexões, formação contínua de servidores e servidoras, e reunião com representantes do serviço Extrajudicial deram a tônica do segundo dia de atividades do Encontro Regional da 3ª Região Judiciária nesta quinta-feira, 1º. Anápolis é a Comarca Polo e sedia o evento promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug), responsável pelas certificações.

De forma sensível e atenta ao cumprimento da missão precípua de aprimorar a atividade jurisdicional e levar à sociedade as informações de repercussão geral do órgão censor, a Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás traz nesta edição do seu Informativo, cuja versão vem se renovando com conteúdos diferenciados, mais modernos, humanizados e interativos, uma matéria especial sobre um dos eventos de natureza social de maior repercussão, em nível estadual e nacional, já realizados no País: o Projeto Show Cultural (Casamento Comunitário). 

  •    

    Ouvir notícia: