De acordo com informações obtidas junto ao 8º Juizado Especial Criminal de Goiânia (Vara de Execuções Penais 2), a empresária Vilma Martins Costa ainda cumpre pena pelo sequestro de Pedro Junior Rosalino Braule Pinto, crime pelo qual foi condenada, em 2003, a 15 anos e 9 meses de prisão. Ela está em livramento condicional e cálculo de liquidação de penas realizado em maio do ano passado sinalizou para a possibilidade de ela já ter chegado ao final da pena. O Ministério Público Estadual (MPGO), contudo, divergiu desse entendimento à época e, em decisão de 16 de outubro passado, o juiz Alexandre Bizzotto determinou a feitura de novo cálculo, ainda não realizado. Portanto, como a pena da empresária não foi extinta, ela permanece sentenciada. (Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página