A Comissão de Acessibilidade e Inclusão do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) se reuniu nesta segunda-feira (29), por meio de videoconferência, para tratar de medidas e adaptações para tornar o prédio do complexo do Poder Judiciário mais seguro e acessível a todas as pessoas.

Na pauta de assuntos, o grupo tratou da reserva de vagas a pessoas com deficiência não apenas para servidores, mas para advogados e jurisdicionados. Além disso, esteve também em discussão o uso dos elevadores bem como a manutenção das máquinas.

Participaram do encontro virtual a juíza auxiliar da Presidência do TJGO Sirlei Martins da Costa; o juiz Thiago Inácio de Oliveira; e os servidores Eduardo Faria de Araújo, representando o Sindicato dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (Sindijustiça); Ana Paula Osório Xavier, da Divisão Interprofissional Forense da Corregedoria Geral de Justiça de Goiás (CGJGO); Regina Aparecida Severino e Cybelle Saad Sabino de Freitas Faria,ambas da Divisão de Arquitetura; Adriana Mesquita, da Diretoria de Planejamento Estratégico; Daniela Ferreira Souza Soares, da Divisão de Alocação e Atendimento ao Servidor; Eunice Machado Nogueira, da Escola Judicial do TJGO (Ejug); Paulo César Araújo de Castro, do Serviço de Atendimento ao Usuário da CGJGO; e Diego de Castilho Suckow Magalhães, representando a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Goiás (OAB-GO). (Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página