O Centro de Comunicação Social do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) conquistou pela primeira vez o Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. O TJ de Goiás foi o vencedor na categoria Relacionamento com a Mídia, com o projeto “Atendimento à imprensa no caso João de Deus, maior denúncia de abuso sexual do brasil”. O case obteve, ainda, a maior nota média dos jurados (9,83) dentre todos os 199 trabalhos inscritos. Além de ser o primeiro na categoria, o projeto ficou em segundo lugar no Grande Prêmio, concorrendo com outros 37 trabalhos finalistas. O Grande Prêmio é uma soma das notas do júri técnico e dos participantes.

O Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça promovido pelo Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ) é o maior prêmio nacional que valoriza e reconhece os trabalhos desenvolvidos pelos profissionais das instituições públicas e das associações das classes do Sistema de Justiça de todo o Brasil. Em 2020, 18ª edição do prêmio, foram 199 trabalhos inscritos em 13 categorias.

Para o diretor do CCS, Luciano Augusto Souza Andrade, “esse prêmio é um dos resultados de um trabalho de modernização da comunicação do Poder Judiciário goiano, que vem sendo desenvolvido desde o início da gestão do presidente, desembargador Walter Carlos Lemes, com projetos de análises de notícias, incremento das redes sociais, aproximação com a imprensa, com o público interno e com as assessorias das instituições que formam o sistema de Justiça. E, ainda, a criação do Conselho de Comunicação do TJGO, que respalda e gere as estratégias da área, presidido pelo desembargador Carlos Alberto França, e também com a participação da juíza auxiliar da Presidência, Sirlei Martins da Costa, muito presente acompanhando o trabalho".

“É um orgulho perceber que o nosso Tribunal chega ao mesmo nível de excelência de outras instituições que são grandes vencedoras do prêmio, como o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que venceu também, o TJ São Paulo, outro grande vencedor deste prêmio”, analisa o diretor.

Representando o CCS do TJGO na solenidade de premiação, que foi realizada on-line com transmissão pelo Youtube, a assessora de imprensa do TJGO, Aline Leonardo, falou da felicidade ao vivenciar esse dia histórico para o Poder Judiciário goiano. “Esse prêmio é a coração desse trabalho que foi tão desafiador para todos nós”. Aline Leonardo fez questão de agradecer aos colegas do CCS, à sua família e à gestão do TJGO em nome do presidente Walter Carlos Lemes. “Essa Administração nos permite trabalhar com toda transparência, nos dá o apoio necessário para enfrentar as situações complicadas como foi essa do caso João de Deus, que certamente foi um dos maiores fenômenos de mídia do Brasil.”

Projeto
Na etapa final da categoria Relacionamento com a Mídia, o TJGO concorreu com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) com um case sobre a modernização da Justiça e a Associação Paulista de Defensores Públicos (APADEP) com um trabalho de gerenciamento de crise - Caso de Defensor detido pela PM em manifestação.

O projeto do Poder Judiciário goiano tratou da rotina de trabalho estabelecida pela assessoria de imprensa do TJGO para esclarecer a sociedade sobre o caso que demandava informações diárias do CCS. O case retrata a situação desde a denúncia até a primeira condenação, em dezembro de 2019. (Centro de Comunicação Social do TJGO).

 

Fale conosco sobre esta página