O Programa Amparando Filhos – Transformando Realidade com a Comunidade Solidária, será implantado, nesta quinta-feira (9), às 9 horas, no comarca de Timon, no Estado do Maranhão. A iniciativa do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) foi idealizada pelo juiz Fernando Chacha de Rezende, em 2015.

Sob a coordenação geral do desembargador do TJGO, Luiz Eduardo de Sousa, o Amparando Filhos objetiva proteger e amparar integralmente os filhos de mães reeducandas.

Os juízes do Judiciário maranhense, Simeão Pereira e Silva, da Vara da Infância e Juventude e José Elismar Marques, da Execução Penal, são os responsáveis pela implantação do programa na comarca de Timon. O evento, que tem o apoio do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA),  contará com a presença do corregedor-geral da Justiça daquele Estado, desembargador Marcelo Carvalho Silva.

O juiz Simeão Pereira parabenizou a iniciativa do TJGO e frisou que provoca uma reflexão da situação dos filhos das encarceradas. “Sabemos que não havia um olhar para essas crianças. Não implantamos ainda, mas já nos deparamos com uma realidade chocante”, salientou. Segundo ele, a partir da intervenção da rede de proteção, é possível mudar essa realidade. “Assim que fiquei sabendo do programa do TJGO em um encontro da Infância e Juventude, achei fantástico. Não tenho dúvida que a ação será disseminada em todo o País”, acrescentou o desembargador.

De acordo com ele, todo o sistema de Justiça do Estado do Maranhão “abraçou” a ideia. “Na comarca, todos os colegas juízes têm a consciência de que podemos fazer a diferença na vida dessas pessoas. Juntos, de mãos dadas, daremos às mães encarceradas a certeza de que, aqui fora, há pessoas e instituições pensando e atuando em favor de seus filhos”, destacou o magistrado do Maranhão. (Texto: Arianne Lopes / Foto: Aline Caetano (arquivo) – Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página