A presidente do Comitê de Incentivo à Participação Feminina no Poder Judiciário, desembargadora Sandra Teodoro Reis, que também está à frente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, abriu os trabalhos do encontro virtual e convidou para que todas participassem da Campanha “Sinal Vermelho”, uma ação de enfrentamento à violência contra mulheres, realizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Entre os assuntos em pauta, foram debatidos: criação do Comitê e do Código de Ética; futuras ações do comitê; atualização dos membros do comitê; elaboração de estudos mais aprofundados sobre o perfil das servidoras e magistradas; criação de normativos que protejam as servidoras de serem exoneradas de seus cargos e funções de confiança no período de licença maternidade e adotante; Prêmio CNJ de Qualidade; realização do curso de liderança feminina diretamente com a EJUG. No encontro, a próxima reunião ficou agendada para o dia 3 de julho, às 10 horas.

Além da desembargadora Sandra Teodoro Reis, participaram da reunião a juíza Sirlei Martins da Costa (auxiliar da presidência), juíza Maria Antônia de Faria ( da comarca de Aparecida de Goiânia), Mislene Medrado de Oliveira Borges (diretora do Planejamento Estratégico), Eunice Machado Nogueira (coordenadora Administrativa da Escola Judicial - EJUG), Leandra Vilela Rodrigues Chaves (coordenadora da Diretoria Geral), Ana Flávia F. Antunes (coordenadora de Gestão da Qualidade), Lucelma Messias de Jesus (secretária executiva da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar), Ana Caroline Cunha Borges (psicóloga na Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar) e Patrícia Magalhães (servidora, representando a Diretoria de Recursos Humanos). (Centro de Comunicação Social do TJGO)

Fale conosco sobre esta página