Teve início, na manhã desta sexta-feira (26), o 1º Curso de Capacitação de Conselheiros Tutelares, no auditório da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego). Esta é a primeira etapa de cinco e abrangeu os conselheiros tutelares dos municípios da 2ª e 5ª Regiões, que fazem parte das comarcas polos de Anápolis  e Luziânia. Durante o evento, que prossegue na tarde de hoje, foram promovidos debates com o promotor e coordenador do CAO da Infância e Juventude do Ministério Publico do Estado de Goiás (MPGO), Publius Lentulus Alves da Rocha, e com a juíza diretora do foro da comarca de Goiânia e coordenadora da Infância e Juventude da capital, Maria Socorro de Sousa Afonso e Silva.

Foi iniciada na segunda-feira (22) e segue até o dia 31 de janeiro a força-tarefa para auxiliar na 2ª Vara de Execução Penal (VEP) de Goiânia,  unidade judiciária responsável pelos processos de presos que cumprem pena nos regimes abertos e semiabertos. O corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes, e os juízes auxiliares da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO) Sirlei Martins da Costa e Murilo Vieira de Faria, acompanharam os trabalhos na manhã desta quinta-feira (25).

Durante reunião realizada na última quarta-feira (10), entre Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), diretoria do Foro da comarca de Goiânia e Coordenadoria da Infância e Juventude da capital e Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO), ficaram definidas as datas do primeiro curso de capacitação dos conselheiros tutelares. 

O presidente do TJGO, desembargador Gilberto Marques Filho, e o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes,  participaram, nesta segunda-feira (15), da abertura de curso sobre Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) ministrado no comanda da Academia de Polícia Militar do Estado de Goiás.

62830 processostseCom a finalidade de zelar pelo aprimoramento dos serviços judiciários por meio da fiscalização das diversas unidades do Poder Judiciário e dos serviços verificados pela Justiça (artigo 103-B, § 4º, da Constituição Federal), representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) farão uma inspeção na 1ª e na 2ª Vara de Execuções Penais de Goiânia nesta quarta (10) e quinta-feira (11).