blog-788-1024x592Gilberto Mendes Cruz foi condenado por ato de improbidade administrativa, em razão de ter deixado de repassar contribuições previdenciárias de servidores da Fundação Educacional de Anicuns (FEA) à autarquia de previdência municipal. Ele ainda teve os direitos políticos suspensos pelo prazo de três anos; deve pagar multa civil de 12 vezes o valor da remuneração recebida enquanto exercia o mandato de presidente da FEA; e foi proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios por três anos. A decisão, unânime, é da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), tendo como relator o desembargador Fausto Moreira Diniz.

Não haverá expediente forense, na próxima segunda-feira (19), na comarca de Niquelândia, em razão do feriado municipal em comemoração ao aniversário e a padroeira da cidade. O feriado está previsto no calendário do Poder Judiciário de Goiás, conforme a Lei 923/1997.

O sistema de telefonia do fórum da comarca de Carmo do Rio Verde está com problemas. Não faz e nem recebe chamadas. A previsão é que o problema seja resolvida nesta sexta-feira (16).

A Unimed Goiânia Cooperativa de Trabalho Médico terá de restituir o valor de R$ 29.150 à Tânia Maura Palmeira Queiroz, usados para o pagamento de duas cirurgias realizadas em seu filho, porque o contrato firmado entre ele e o plano de saúde estava em período de carência. A sentença é do juiz Gustavo Braga Carvalho, da Vara Cível, Criminal, da Infância e da Juventude, das Fazendas Público e de Registros Públicos da comarca de Itaberaí, em ação de ressarcimento de despesas médicas hospitalares.

Fale conosco sobre esta página