Apresentação

A cooperação judiciária, em especial por meio de auxílio direto, constitui mecanismo contemporâneo, desburocratizado e ágil para o cumprimento de atos judiciais e é instrumento de gestão processual, permitindo a coordenação de funções e o compartilhamento de competências.

O NUCOJUD Núcleo de Cooperação Judiciária do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, tem como objetivo sugerir diretrizes gerais, atender solicitações de cooperação, harmonizar rotinas e procedimentos aplicados no Juízo de Cooperação no âmbito deste Tribunal, consolidando os dados e as boas práticas aplicadas.

A instituição e atual composição o NUCOJUD, no âmbito do Tribunal de Justiça de Goiás, estão normatizadas nos Decretos Judiciários 1.120/2021 e 2.003/2021.


Composição:
  1. Dr. Wilson Safatle Faiad, Desembargador
  2. Dr. Aldo Guilherme Saad Sabino De Freitas, Juiz Auxiliar da Presidência;
  3. Dr. Reinaldo de Oliveira Dutra, Juiz Auxiliar da Presidência;
  4. Dr. Gustavo Assis GarciaAgda Franco de Oliveira Goyano, 1º Juiz Auxiliar da CGJ;
  5. Dr. Ricardo Silveira Dourado, 2º Juiz Auxiliar da CGJ;
  6. Dr. Marcus Vinícius Alves de Oliveira, 3º Juiz Auxiliar da CGJ.

Contato:

Isabel Maria da Silva da Silva Ferreira
Divisão de Protocolo e Gerenciamento de Sistemas Administrativos da Corregedoria-Geral da Justiça

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Atas de Reunião:

  • Boa Prática 01/2022
    Cooperação Técnica. JUCEG. Envio e Recebimento de Documentação para instrução de processos administrativos e judiciais exclusivamente por meio digital e de forma gratuita.
  • Boa Prática 02/2022
    Cooperação Interinstitucional para possibilitar o pagamento de Requisições de Pequeno Valor pelos municípios diretamente na conta da parte ou de seu advogado.
  • Boa Prática 03/2022
    Conversão da Carta Precatória de coleta de prova oral de outra Justiça ou de outra Unidade da Federação em solicitação de utilização de sala passiva com eventual envio de link.