Isolado, dentro do próprio gabinete no fórum de Jaraguá, interior de Goiás, o juiz Liciomar Fernandes da Silva, que está respondendo pela 2ª Vara Criminal da comarca, realizou a primeira audiência criminal virtual de instrução e julgamento do País na tarde desta quinta-feira (7), com um réu preso envolvido em tráfico de entorpecentes, utilizando o sistema de videoconferência Cisco Webex, disponibilizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A iniciativa tem como base o Provimento nº 19, também inédito, assinado na noite desta quarta-feira (6), pelo corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, que regulamenta em Goiás a realização e audiências de instrução e  julgamento por videoconferência em processos criminais considerados urgentes, no âmbito do primeiro grau de jurisdição, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid 19) e da manutenção do trabalho remoto.

O Infoseg, uma das ferramentas mais importantes  e que integra uma rede de informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização, foi objeto de orientação, debate e aprimoramento dos oficiais de justiça nesta terça-feira (5), durante seminário virtual promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás pela plataforma zoom meetings. Em janeiro deste ano, o Infoseg passou a ser acessível aos oficiais de justiça após a edição do Provimento nº 2, que regulamentou o acesso desses profissionais ao sistema para consulta de endereços, assegurando-lhes, assim, maior segurança no cumprimento das diligências inerentes ao cargo. A interatividade e a participação maciça de quase 400 oficiais de justiça foram marcas registradas do encontro.

Em iniciativa inovadora, o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, regulamentou na noite desta quarta-feira (6), por meio do Provimento nº 18, as audiências não presenciais em todo o Estado nos Juizados Especiais Cíveis, Criminais e das Fazendas Públicas, bem como nas Varas Cíveis, de Família, de Sucessões e Fazendas Públicas. A medida se dá justamente em razão da manutenção do trabalho diferenciado estabelecido pelo Conselho Nacional de Justiça  (Resolução nº 314) e pela Presidência do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (Artigos 12 e 7º dos Decretos Judiciários nºs 830/2020 e 866/2020) devido a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) e segue as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e de outros órgãos oficiais que atuam nesta seara.

Com a participação de mais de 100 servidores e 7 palestrantes, o primeiro encontro motivacional virtual promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás nesta quinta-feira (30), cujo tema foi Inteligência Emocional, Autoestima e Atitude=Servidor Motivado, foi realizado com grande sucesso utilizando a ferramenta webinar (conferência online ou videoconferência, na qual a comunicação é de apenas uma via, ou seja, somente os palestrantes se expressam e as outras pessoas assistem). Com mensagens e dicas inspiradoras, de alento, encorajamento, ânimo e incentivo nos tempos de quarentena devido a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) e de trabalho home office, os três juízes auxiliares da Corregedoria, Donizete Martins de Oliveira, Algomiro Carvalho Neto e Aldo Guilherme Saad Sabino de Freitas, bem com profissionais técnicos de várias áreas como psiquiatria, psicologia, fisioterapia, e musicoterapia, deram o tom do ciclo de palestras com abordagem de temáticas diversificadas voltadas para este momento, de grande complexidade e incerteza. 

Fale conosco sobre esta página