Teletrabalho no TJGO

O teletrabalho foi instituído no Poder Judiciário Goiano em janeiro de 2019, por meio da Resolução nº 98 de 23 de janeiro de 2019 (Revogada). Em virtude da Pandemia da Covid-19 passou a vigorar como regime extraordinário por meio de Decreto Judiciário nº 585 de 16 de março de 2020 sendo posteriormente regulamentado pela Resolução TJGO nº 131 de 14 de outubro de 2020

Esta modalidade de trabalho tem como objetivos:

  • aumentar a produtividade;
  • atrair, motivar e comprometer os servidores com os objetivos da Instituição;
  • melhorar a qualidade de vida dos servidores;
  • constituir-se uma solução inovadora para alcance do princípio da eficiência e menor custo, dentre outros.

  • O que é Teletrabalho?
    (Art. 2°, da Res. TJGO n° 131/2020)
  • É a modalidade de trabalho realizada de forma remota, com a utilização de recursos tecnológicos;
    II - unidade: subdivisão administrativa do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás dotada de gestor;
    III - chefia imediata: servidor ocupante de cargo em comissão ou função comissionada de natureza gerencial, o qual se reporta diretamente a outro servidor, com vínculo de subordinação;
    IV - gestor da unidade: magistrado ou servidor ocupante de cargo em comissão ou função comissionada responsável pelo gerenciamento da unidade.

  • Objetivos do Teletrabalho
    (Art. 3°, da Res. n°98 TJ)

    I - aumentar a produtividade e a qualidade de trabalho dos servidores;
    II- promover mecanismos para atrair servidores, motivá-los e comprometê-los com os objetivos da instituição;
    III- economizar tempo e reduzir custo de deslocamento dos servidores até
    o local de trabalho;
    IV- minimizar problemas de estacionamento para servidores;
    V- contribuir para a melhoria de programas socioambientais, com a diminuição de poluentes e a redução no consumo de água, esgoto, energia elétrica, papel e de outros bens e serviços disponibilizados nos órgãos do Poder Judiciário;
    VI- ampliar a possibilidade de trabalho aos servidores com dificuldade de deslocamento;
    VII- melhorar a qualidade de vida dos servidores;
    VIII- promover a cultura orientada a resultados, com foco no incremento da eficiência e da efetividade dos serviços prestados à sociedade;
    IX- estimular o desenvolvimento de talentos, o trabalho criativo e a inovação;
    X- respeitar a diversidade dos servidores;
    XI- considerar a multiplicidade das tarefas, dos contextos de produção e das condições de trabalho para a concepção e implemento de mecanismos de avaliação e alocação de recursos.

Fale conosco sobre esta página