Em deferência aos representantes do Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado de Goiás (Sindojus-GO), reiterando sempre o comprometimento e a seriedade para a melhora da prestação jurisdicional, o corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Kisleu Dias Maciel Filho, realizou nesta segunda-feira (11) o atendimento presencial de quatro membros da categoria para tratar de tema relativo a readequação da modalidade de cálculo por agrupamento prevista para indenização de locomoções dos oficiais de justiça. 

Com a iniciativa, o corregedor-geral deu cumprimento ao acordo celebrado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás e pelo Sindojusgo com o Conselho Nacional de Justiça (PCA 5388-10.2020) em agosto do ano passado. O acordo previa o atendimento do corregedor-geral aos integrantes do referido sindicato por videoconferência (devido a pandemia da Covid-19) para discutir a proposta (conforme o item “c”). Contudo, ele fez questão de recebê-los pessoalmente em seu gabinete. O atendimento também se deu para tratar temas alusivos ao Proad 222352.

O juiz Aldo Guilherme Saad Sabino de Freitas, auxiliar da CGJGO, participou da reunião e de todas as tratativas anteriores sobre esse assunto que engloba a revisão das faixas referentes aos mandados judiciais. (Texto: Myrelle Motta - Diretora de Comunicação Social da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás/Edição de imagem: Hellen Bueno - Diretoria de Planejamento e Programas da CGJGO)

Fale conosco sobre esta página