Em breve solenidade e ato informal em razão da pandemia da Covid-19, após a posse dos novos dirigentes do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) para este Biênio 2021/2023 e a respectiva transmissão dos cargos, os desembargadores Kisleu Dias Maciel Filho, que encerrou nesta segunda-feira (1º) seu mandato à frente da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, e Nicomedes Domingos Borges, que tomou posse hoje no respectivo cargo, procederam o descerramento da foto na galeria de corregedores-gerais da Justiça de Goiás. 

Emocionado, o desembargador Kisleu Dias Maciel Filho agradeceu a oportunidade de desempenhar a função com tanto afinco ao lado dos magistrados e servidores que integraram o órgão censor na sua administração e classificou como um grande aprendizado os dois anos em que esteve no comando da Corregedoria. Ele citou, ainda, a foto do seu sogro inserida na galeria, o desembargador Rivadávia Licínio de Miranda, pai da sua esposa Regina Célia de Miranda Maciel, que exerceu o cargo de corregedor-geral da Justiça nos anos de 1967 a 1969. “É uma honra ter minha foto incluída nesta galeria de homens tão nobres e probos que estiveram à frente deste importante órgão censor. Sou grato a Deus por essa gestão tão profícua, mesmo diante do cenário pandêmico. Levo comigo lições para a vida e almejo ao novo corregedor muito sucesso nesse novo desafio”, externou.

Por sua vez,o desembargador Nicomedes Borges expressou sua admiração e respeito pela gestão e pela pessoa do desembargador Kisleu Dias Maciel Filho e reafirmou seu compromisso de priorizar ainda mais o primeiro grau de jurisdição buscando o aperfeiçoamento contínuo e tornando mais célere e proativa a prestação jurisdicional. “Vamos nos empenhar ao máximo para que a nossa administração seja tão exitosa quanto a do desembargador Kisleu, magistrado e ser humano de conduta irretocável, que realizou um trabalho excepcional na Corregedoria. Que Deus abençoe a todos nós e nos dê sabedoria e discernimento para que possamos trabalhar em prol de toda a sociedade”, enfatizou. (Texto: Myrelle Motta - Diretora de Comunicação Social do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás/Fotos: Wagner Soares - Centro de Comunicação Social do TJGO/Edição de imagem: Hellen Bueno - Diretoria de Planejamento e Programas da CGJGO)

 

Fale conosco sobre esta página