Após um mês de atividades intensas direcionadas à saúde da mulher, o Outubro Rosa, dedicado mais especificamente à conscientização para o câncer de mama, a Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, em sintonia com a Presidência do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, demonstra o seu apoio ao Novembro Azul, uma campanha de cunho universal que coloca a saúde do homem em foco, promovendo a conscientização para o câncer de próstata. Em alusão especial à campanha, o órgão censor adota em seu site o laço azul. Basta um clique no símbolo da cor azul para que o usuário da Justiça tenha acesso a este material, no qual constam informações abaixo sobre a doença. 

O Novembro Azul teve origem em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina. No Brasil, o Ministério da Saúde (MS) mostrou-se favorável à abordagem integral da saúde dos homens.

No intuito de conscientizar a população masculina sobre a doença, visando a diminuir a taxa de mortalidade, que ainda é alta, essa iniciativa já faz parte do calendário nacional das campanhas de prevenção no Brasil. O objetivo é combater a doença e, principalmente, motivar a população masculina a fazer exames preventivos.

O que é câncer de próstata?

O câncer de próstata é um tumor que afeta a próstata, glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Ele é mais frequente entre os homens, depois do câncer de pele. Embora seja uma doença comum, por medo ou por desconhecimento muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.

As estimativas apontam 68.220 novos casos em 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, além de ser a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil, com mais de 14 mil óbitos, ou seja, um homem morre a cada 38 minutos devido à doença, segundo dados mais recentes do Inca.

A doença é confirmada após fazer a biópsia, que é indicada ao encontrar alguma alteração no exame de sangue (PSA) ou no toque retal, que somente são prescritos a partir da suspeita de um caso por um médico especialista.

Risco silencioso

As células são as menores partes do corpo humano. Durante toda a vida, as células se multiplicam, substituindo as mais antigas por novas. Mas, em alguns casos, pode acontecer um crescimento descontrolado de células, formando tumores que podem ser benignos ou malignos (câncer).

Na maioria dos casos, cresce de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem. Em outros, pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e causar a morte (metástase). (Texto: Myrelle Motta – Diretora de Comunicação Social da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás/Edição de imagem: Acaray Martins – Centro de Comunicação Social do TJGO)