A comarca de Campinorte, localizada da região Norte do Estado, recebeu, nesta sexta-feira (28), o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). A solenidade de instalação da unidade foi feita pelo gerente de Mediação e Conciliação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, juiz auxiliar da Presidência Romério do Carmo Cordeiro.

Na oportunidade, o magistrado ressaltou a importância dos Cejuscs que já somam 65, distribuídos na capital e comarcas do interior, na disseminação da pacificação social, por meio de práticas voltadas a esse propósito.

O diretor do Foro local, juiz Eduardo Peruffo e Silva,  falou da satisfação em participar desta instalação. “Em momento de profunda divisão e polarização da nação brasileira, cumpre a nós, como membros do Poder Judiciário, fazer com que as promessas trazidas pela Constituição Federal de 1988 sejam efetivamente cumpridas”.  Segundo ele, tais promessas encontram no acesso à Justiça uma forma de equilíbrio das relações entre as pessoas.

  Neste contexto, o magistrado assinalou que não se pode negar, com a nova ordem Constitucional e os novos direitos dela advindos, que a sociedade, cada vez mais, busca tal garantia. “Como consequência lógica, houve um agigantamento do número de ações diariamente entregues ao Poder Judiciário”, afirmou o juiz, lembrando que, “somente na comarca de Campinorte, aportaram, no ano de 2017, 2.005 novas ações”. Segundo ele, neste ano, este número já é superior a 1.700 novas demandas.

A partir disso, observou o diretor do Foro, “novas estratégias de solução dos conflitos foram desenvolvidos. Dentre elas, a necessidade de rememorar que o conflito pode ser solucionado de forma não adversativa e com mínima intervenção do Poder Judiciário”. Finalizando,  destacou que a instalação do Cejusc demonstra a presença efetiva do Poder Judiciário que, sem se afastar de suas funções constitucionais, auxilia para que os litigantes possam, de forma natural e não conflituosa, solucionar os problemas que lhes afligem. A comarca tem 4.185 processos em tramitação.    

A solenidade contou, ainda, com a presença do prefeito de Campinorte, Agnaldo Antônio de Ávila; presidente da Câmara de Vereadores, Juscelino Correia Miranda; presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) local, Rhaulim Araújo Rolim; além da presidente do Legislativo de Alto Horizonte (distrito judiciário de Campinorte), Rosana Rodrigues Fróis; servidores da comarca e moradores da região.   (Texto:Lílian de França – Centro de Comunicação Social do TJGO / Fotos: Comarca de Campinorte)

Fale conosco sobre esta página