Um esforço concentrado de magistradas e magistrados, servidoras e servidores do Poder Judiciário em prol de uma prestação jurisdicional mais célere e proativa resultaram na redução significativa de quase 90% dos processos conclusos há mais de 100 dias de 1º de fevereiro de 2021 para 1º de julho de 2022, ou seja, em pouco mais de um ano o número de 56.561 processos caiu para 7.902. Os dados foram apresentados nesta quarta-feira, 6, pelo juiz Altair Guerra da Costa, auxiliar da CGJGO e coordenador dos Encontros Regionais, durante a abertura do Encontro Regional da 4ª Região Judiciária, cuja Comarca Polo é Itumbiara, realizada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Carlos Alberto França, e pelo corregedor-geral da Justiça de Goiás, desembargador Nicomedes Domingos Borges.

Em visita institucional ao corregedor-geral da Justiça do Estado de Goiás, desembargador Nicomedes Domingos Borges, e ao juiz Ricardo Dourado, auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás, o cartorário Rodrigo Esperança Borba, diretor financeiro do Sindicato dos Notários e Registradores de Goiás (Sinoreg-GO) e titular do 4º Registro de Imóveis de Goiânia, apresentou a ambos na tarde desta terça-feira, 5, o Projeto “Cartórios pelo Bem Social”. A iniciativa consiste em uma série de ações sociais promovidas pelos cartórios do Estado.

Já estão abertas as inscrições do Encontro Regional que será realizado de 6 a 8 de julho (quarta a sexta-feira) na 4ª Região Judiciária, cuja Comarca Polo é Itumbiara. Essa edição é a primeira a ocorrer no formato híbrido (on-line e presencial) após a pandemia da Covid-19. O evento é promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug). As inscrições são limitadas devido à capacidade de pessoas que as salas virtuais suportam e maiores informações podem ser obtidas na página do Encontro no portal da Corregedoria. 

Termina na segunda-feira, 4, o prazo para as inscrições do Encontro Regional que será realizado de 6 a 8 de julho (quarta a sexta-feira) na 4ª Região Judiciária, cuja Comarca Polo é Itumbiara. O evento é uma realização da Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás em parceria com a Escola Judicial de Goiás (Ejug) e as inscrições são limitadas devido à capacidade de pessoas que as salas virtuais suportam. Essa edição é a primeira a ocorrer no formato híbrido (on-line e presencial) após a pandemia da Covid-19. Maiores informações podem ser obtidas na página do Encontro no portal da Corregedoria.

Existe um velho ditado que diz que “os sonhos jamais envelhecem”. E foi justamente depois de 50 anos, que as irmãs maranhenses a autônoma Maria das Graças Alves da Silva, 46, e da funcionária pública Rosilene Alves da Silva, 42 concretizaram o maior sonho das suas vidas: o de ter o nome do pai Francisco Lúcio Lira, de 77 anos, que é operador de máquinas aposentado, incluído nos documentos oficiais. Ambas tinham apenas o sobrenome da mãe em toda a documentação e a resolução para o caso só foi possível graças a mais uma audiência concentrada do Programa Pai Presente realizada nesta terça-feira, 14, no âmbito on-line, conforme o cronograma mensal. Executado pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, o programa é vinculado à Diretoria de Planejamento e Programas do órgão censor.

  •    

    Ouvir notícia: